Você está aqui: Página Inicial / Diálogos Capitais / Em Belém, CartaCapital debate desenvolvimento da Amazônia

Diálogos Capitais

Diálogos Capitais - Desenvolvimento Local

Em Belém, CartaCapital debate desenvolvimento da Amazônia

por Redação — publicado 01/12/2014 15h03, última modificação 02/12/2014 18h19
Encontro promoverá diálogo sobre o cenário de crescimento local, com olhar focado nos desafios, no papel da agricultura e da pecuária
Facebook_DESENVOLVIMENTO.png

Após passar pelas capitais de São Paulo, Belo Horizonte, Recife e Porto Alegre, chega a Belém o seminário da série Diálogos Capitais Metrópoles Brasileiras, trazendo o tema “Modelos de Desenvolvimento para a Amazônia e para o Brasil”. O evento, promovido por CartaCapital, em parceria com o Instituto Envolverde, será realizado no próximo dia 9 no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. O seminário será aberto ao público e as inscrições já podem ser feitas.

Na pauta, um amplo diálogo sobre desenvolvimento local, com um olhar voltado para as grandes cidades da região Norte, os desafios da Amazônia e o papel da agricultura e da pecuária. Dentro da programação, convidados dos campos político, governamental, empresarial e de organizações sociais que contribuem para o diálogo e compartilham ideias. A abertura do seminário será realizada pelo prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, seguida da palestra “Modelos de desenvolvimento para a Amazônia e para o Brasil”.

Também será realizado o debate “Geração de renda e desenvolvimento local”, com a participação de Suênia de Souza, diretora do Centro Sebrae de Sustentabilidade, João Meirelles, diretor do Instituto Peabiru e João Coral, diretor de Energia e Institucional da Vale, no Pará.

Os encontros serão mediados pelo jornalista Dal Marcondes, colunista de CartaCapital e diretor da agência Envolverde. Dal recebeu por duas vezes o Prêmio Ethos de Jornalismo e é membro do Conselho de Ética do Fórum Amazônia Sustentável.

Dal Marcondes ressalta que a série Diálogos Capitais propõe a interação de governos, empresas privadas e sociedade civil para refletir sobre os principais problemas relacionados ao desenvolvimento local e juntos estabelecerem proposições que contribuam para a resolução dessas dificuldades. “Queremos jogar luz sobre os principais problemas das megacidades e mostrar as soluções disponíveis”, destaca.