Você está aqui: Página Inicial / Destaques CartaCapital / A imagem fala por si

Destaques CartaCapital

Newsletter

A imagem fala por si

por Redação Carta Capital — publicado 22/06/2012 12h32, última modificação 22/06/2012 12h32
Em troca de mais tempo para Haddad na tevê, Lula vai ao encontro de Maluf e perde Erundina
Lula Maluf

Aposta. Para o PT, vale tudo para derrotar Serra e levar um dos redutos mais importantes do PSDB. Foto:Epitácio Pessoa/AE

Por Piero Locatelli e Rodrigo Martins

Se uma imagem vale mesmo por mil palavras, a fotografia em que um Lula desconfortável e um Fernando Haddad deslocado aparecem na companhia de um Paulo Maluf triunfante renderia um dicionário sobre os equívocos políticos de um gesto. Na imagem – e particularmente nela – residem todos os problemas desencadeados ao longo dos últimos dias na campanha petista à prefeitura de São Paulo, a começar pelo fato de a exposição pública ter transformado em limão a limonada anterior. No domingo 17, pela primeira vez, a candidatura Haddad havia registrado uma alta nas pesquisas, de 3% para 8%, segundo o Datafolha.
O avanço na sondagem eleitoral tornou-se secundário em poucas horas. A reação de boa parte da militância de esquerda, despertada pelo anúncio da deputada Luiza Erundina, do PSB, como vice na chapa, foi de decepção e desalento. As críticas inundaram as redes sociais. Restou à cúpula petista recorrer ao surrado argumento do pragmatismo e comparar-se ao PSDB, que em outras ocasiões valeu-se do apoio malufista. Mau sinal.
Por fim, o pior. Constrangida pela fotografia, Erundina voltou atrás e ameaçou deixar o posto de vice ainda na segunda, intenção oficializada no dia seguinte, após a inútil tentativa das direções do PT e do PSB de demovê-la da ideia. Ao prolongar sua renúncia à chapa, a deputada amplificou o mal-estar generalizado e provocou danos ainda não mensuráveis à candidatura Haddad. Em entrevista a CartaCapital, a parlamentar atacou: “Maluf é horrível. É uma pessoa que não tem o menor escrúpulo”.
*Leia matéria completa na Edição 703 de CartaCapital, já nas bancas