Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Exposição reúne obras contemporâneas de indígenas da América do Sul

Cultura

Em Brasília

Exposição reúne obras contemporâneas de indígenas da América do Sul

por Redação — publicado 24/11/2013 09h05
Em cartaz a partir do dia 28 de novembro, mostra tem como proposta mesclar tradição e novas tecnologias em uma nova estética ameríndia
Divulgação
Obra da exposição Mira

Mostra fica em cartaz em Brasília até 2 de fevereiro de 2014

A Casa da Cultura da América Latina (CAL) da Universidade de Brasília (UnB) recebe a partir do dia 28 de novembro a exposição "¡Mira! – Artes Visuais Contemporâneas dos Povos Indígenas", que traz pinturas, desenhos, cerâmicas, vídeos e fotografias dos povos originários da América do Sul.

Idealizada no Centro Cultural da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte, em junho, a mostra reúne pela primeira vez no País obras contemporâneas de artistas indígenas da Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador e Peru.

A exposição propõe ao público entrar em contato com as novas estéticas dos povos ameríndios, em que os autores produzem arte aliando seus saberes tradicionais às modernas tecnologias.

Em sua passagem por Belo Horizonte, a exposição foi dividida em três núcleos: Cosmovisões; Paisagems e História; e Violência. "Índigenas vivendo de arte é novidade até nas aldeias", apontou Maria Inês de Almeida, curadora e coordenadora da exposição. "Se na Semana de Arte Moderna de 1922 vimos artistas brancos antropofagizando a arte indígena, agora criadores indígenas fazem o mesmo com estéticas de outras culturas."

A reunião das obras foi feita por uma equipe de antropólogos, comunicadores e indigenistas do Núcleo de Pesquisas e Leteraterras da UFMG, que percorreram milhares de quilômetros em busca da arte indígena latino-americana. Mais de 300 obras foram levantadas e, depois, um conselho curador escolheu as mais de 100 obras de artistas de diferentes etnias.

Além da mostra, entre os dias 12 e 13 de dezembro, acontece o Seminário Internacional Universidade, Arte, Cultura e Desenvolvimento, em que artistas indígenas e pesquisadores vão debater sobre a relação entre as artes indígena e ocidental.

“Qual é a arte que estamos fazendo? É contemporânea ou não? Estamos fazendo uma arte nova? Nesse encontro, dialogamos sobre essas questões”, explicou Brus Rubio, artista da etnia Bora-Huitoto, do Peru.

¡Mira! – Artes Visuais Contemporâneas dos Povos Indígenas
Abertura: 28 de novembro, às 19h
Local: Galerias Acervo, CAL e de Bolso da CAL (SCS Quadra 4, Edifício Anápolis)
Telefone: (61) 3321.5811
Visitação: até 2 de fevereiro de 2014, todos os dias das 9h às 18h
Entrada franca
Classificação livre