Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Estética urbana

Cultura

Artes Plásticas

Estética urbana

por Camila Alam — publicado 15/08/2010 10h28, última modificação 17/08/2010 10h28
O artista Titi Freak inaugura mostra individual em São Paulo
Titi Freak abre exposição em São Paulo

Artista que ajudou a mudar a cara do grafite paulistano inaugurou a mostra Sempre na galeria Choque Cultural. Por Camila Alam

O artista Titi Freak inaugura mostra individual em São Paulo

Artista que ajudou a mudar a cara do grafite paulistano, Hamilton Yokota, conhecido como Titi Freak, abriu neste sábado (14) a exposição Sempre, na galeria Choque Cultural, em São Paulo.

Exímio desenhista, Titi passou pela ilustração, foi quadrinista e trabalhou por muitos anos nos estúdios Maurício de Sousa. Mas foi quando descobriu o grafite que pode explorar a autoria, a explosão de cores, os personagens próprios.

Paulistano do bairro da Liberdade, estampou nas ruas da capital murais que chamam atenção pelo apelo geométrico e o contraste de texturas. Em galerias e museus, usa o espaço expositivo para criar instalações que dialogam com o ambiente, muitas vezes envoltas em chapas de madeira ou zinco.

Na Choque Cultural, expõe nos três andares da galeria painéis de grandes dimensões que exibem detalhes e afirmam o caráter pictórico do artista, firme cada vez mais como um importante nome desta geração de artistas que evoca a arte urbana a sua própria maneira.

A linguagem das ruas, a tradição japonesa, o skate, a moda. São alguns dos elementos estéticos que fazem parte do repertório de Titi. Em sua arte, misturam-se também traços inspirados em Picasso, Matisse ou Portinari.

Titi Freak foi um dos artistas que ano passado representou a arte de rua na mostra De dentro pra fora / De fora pra dentro, no MASP, sucesso de público do ano. Agora, divide os holofotes com sua esposa. A alguns metros dali, Yumi Takatsuka, inaugura sua primeira individual, UnNatural, no Acervo da Choque, outro espaço da citada galeria.