Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Bravo! / A transmigração de Arnaldo Baptista

Cultura

Exposição

A transmigração de Arnaldo Baptista

por Ana Ferraz publicado 17/05/2016 04h39
Mostra individual do ex-Mutante reúne produções artísticas que transitam entre as artes plásticas e visuais
Enoá
Arnaldo-Baptista

Os desenhos de viagens de moto são destaque da mostra

Em homenagem a uma composição da mãe, a pianista erudita Clarisse Leite Dias Baptista, Arnaldo Dias Baptista denominou Transmigração a mostra individual que reúne na Caixa Cultural desenhos, pinturas, colagens e fotografias do ex-Mutante

Muitos dos objetos são exibidos pela primeira vez e  mostram os caminhos trilhados no desenvolvimento de sua linguagem poética. “Colocamos lado a lado aquilo que o mercado e a crítica de arte separaram ao congelar a produção de um artista cuja música invade a produção plástica e vice-versa”, afirma o curador Márcio Harum. 

O músico, que no antológico álbum Loki? (1974) revolveu as entranhas para purgar o difícil momento pessoal e profissional após o fim dos Mutantes, envolve-se de forma mais profunda com as artes plásticas a partir de 1982. Entre os destaques da mostra estão os desenhos de viagens de moto e das guitarras Gibson, duas paixões.

Transmigração. Caixa Cultural São Paulo. De sábado 14 a 17 de julho