Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Bravo! / Uma homenagem a Pixinguinha

Cultura

CD

Uma homenagem a Pixinguinha

por Tárik de Souza — publicado 30/08/2016 04h56
Vânia Bastos e Marcos Paiva dilatam ainda mais as fronteiras musicais desbravadas pelo compositor
CD

Capa do CD "Concerto para Pixinguinha"

“O choro, cuja introdução é um verdadeiro foxtrote, apresenta no seu decorrer combinações da música popular ianque. Não nos agradou.”

No longínquo 1928, Pixinguinha (1897-1973) foi alvejado por uma das primeiras acusações de influência do jazz pelo crítico Cruz Cordeiro, na revista Phono Arte, a propósito de sua gravação instrumental de Carinhoso, ironicamente erigido em posterior hino da MPB ortodoxa.

Quase 90 anos depois, além de Carinhoso, Concerto para Pixinguinha, estrelado pela cantora da vanguarda paulista Vânia Bastos e o baixista Marcos Paiva (da ode ao samba jazz Meu Samba no Prato-Tributo a Edison Machado), dilatam ainda mais as fronteiras musicais desbravadas pelo fabuloso maestro, orquestrador, compositor, flautista e saxofonista.

“Nunca tive oportunidade de me debruçar sobre a obra do mestre e ver toda essa riqueza”, exaltou Vânia, no texto de apresentação, em uníssono com Marcos. “A energia dele tocando se compara à de grandes instrumentistas que transformaram o mundo, como Miles Davis e John Coltrane”, comparou ele. 

O roteiro intercala números instrumentais, onde os improvisos do Marcos Paiva Quarteto (mais César Roversi, sopros, Jônatas Sansão, bateria, e Nelton Essi, vibrafone) redimensionam temas menos conhecidos do homenageado.

Como o saltitante São Lourenço no Vinho, crivado de síncopas, o coloquial Cochichando, calcado no diálogo entre baixo e vibrafone, e Recordações, flambado pelo lamento do saxofone. Vânia pontifica altissonante, do protesto de Mundo Melhor e o lirismo de Lamentos, ambas letras de Vinicius de Moraes, aos requebros do partido-alto Samba de Fato (com Cícero de Almeida).

Ancorada no pontilhismo ressoante do vibrafone, ela decreta, pelos versos de Hermínio Bello de Carvalho: Isso é que é viver/ contando com a poesia ao seu lado.

Concerto para Pixinguinha. Vânia Bastos e Marcos Paiva. Conexão Musical

*Reportagem publicada originalmente na edição 915 de CartaCapital, com o título "Com a poesia ao seu lado" Assine CartaCapital.