Você está aqui: Página Inicial / Cultura / A ginga em números

Cultura

CD

A ginga em números

por André Carvalho — publicado 04/03/2011 14h37, última modificação 04/03/2011 12h37
O músico e matemático Teroca, do samba dolente ao samba de roda

Teroca

Independente
www.teroca.com.br

Marcelo Longo Vidal, professor de Matemática e engenheiro civil, é um sambista paulista de Araraquara. Na roda de samba, é o Teroca, compositor de mão-cheia – faz letra e melodia – que acaba de lançar Elos do Samba, seu segundo  disco de carreira.
O álbum conta com várias participações especiais e traz o samba em seus diversos formatos, alinhados pela bem definida linha melódica de composição de Teroca e pelos arranjos consistentes e elegantes de Caê Rolfsen.
O “araraquarense da gema” canta em apenas quatro faixas. Nas demais, importantes nomes do samba emprestam suas vozes para as boas composições do sambista. Wilson Moreira canta sua dolência em Calmaria e Luiz Grande, a irreverência em Macarrão sem Molho. Monarco leva a habitual classe a Meu Elo e Fabiana Cozza vem com a força dos Orixás em Filho de Ogã. Délcio Carvalho, Zé Luis do Império, Chapinha, Maria Martha, Carmen Queiroz, Bob do Império e Dona Inah completam o time.
Do samba dolente ao samba de roda, do samba de gafieira ao samba-canção, do xote à marchinha (homenagem à carnavalesca Banda do Fuá, de sua cidade), passando pelo partido alto. Em Elos do Samba, Teroca mostra-se versátil. Aos 51 anos, é um sambista maduro.
Fundador e primeiro presidente do Clube do Samba de Araraquara,cronista, apresentador de um programa de rádio e vencedor do primeiro Festival de Samba do Estado de São Paulo, o professor de Matemática e engenheiro ainda exerce as duas profissões. Mas sem nunca deixar de trazer consigo os elos do samba.