Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Oscar: '12 anos de escravidão' é o melhor filme do ano

Cultura

Cinema

Oscar: '12 anos de escravidão' é o melhor filme do ano

por AFP — publicado 03/03/2014 15h56, última modificação 03/03/2014 16h16
O filme 'Gravidade' levou sete prêmios, mas 'Trapaça' e 'O lobo de Wall Street' acabaram saindo de mãos vazias
Kevin Winter/Getty Images/AFP
lupita

Lupita Nyong'o recebeu a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante

O drama 12 anos de escravidão levou neste domingo 2 o Oscar melhor filme de 2014, mas outro favorito, Gravidade, acabou ficando com o maior número de estatuetas, sete no total, em sua maioria em categorias técnicas.

Além de melhor filme, 12 anos de escravidão ficou com o Oscar de melhor atriz coadjuvante para Lupita Nyong'o e melhor roteiro adaptado.

Gravidade ficou com o Oscar de melhor diretor, Alfonso Cuáron, e também mais seis prêmios por efeitos especiais, mixagem de som, edição de som, fotografia, montagem e trilha sonora. Gravidade competia em 12 categorias e 12 anos de escravidão em nove.

12 anos de escravidão descreve com realismo brutal pouco comum o calvário de um homem negro livre que é sequestrado e vendido como escravo, pouco antes da Guerra da Secessão nos Estados Unidos.

Foi um britânico, o artista plástico dedicado ao cinema Steve McQueen, que dirigiu um filme que aborda o tema da escravidão de um ângulo radicalmente diferente dos recentes Django livre, de Quentin Tarantino, e Lincoln, de Steven Spielberg. "Todos merecem não apenas sobreviver, e sim viver", afirmou McQueen ao agradecer o prêmio. "Dedico esta distinção a todos que sofreram com a escravidão e os que ainda sofrem".

Clube de compras Dallas também não fez feio na premiação, e também saiu com três Oscar, de melhor ator para Matthew McConaughey - que dá assim uma reviravolta em sua carreira de ator de filmes românticos e de ação inexpressíveis -, melhor ator coadjuvante para Jared Leto e melhor maquiagem. Leto aproveitou seu discurso de agradecimento para mandar uma mensagem aos sonhadores de todo o mundo, principalmente os da Ucrânia e da Venezuela.

"A todos os sonhadores do mundo que estão vendo isso esta noite, Venezuela, quero lhes dizer: estamos aqui por vocês", afirmou. "E enquanto lutam para que seus sonhos se tornem realidade, para viver o impossível, nós estaremos pensando em vocês esta noite", acrescentou.

Cate Blanchett, por sua vez, conquistou o Oscar de melhor atriz por Blue Jasmine, de Woody Allen. Dois outros favoritos, Trapaça e O lobo de Wall Street, acabaram saindo de mãos vazias do Oscar.

O mais recente sucesso da Disney, Frozen - Uma aventura congelante cumpriu com as previsões e levou o Oscar de melhor animação, o primeiro prêmio do estúdio de Mickey Mouse desde 2002. E ainda levou o Oscar de melhor canção original, com Let it go.

A produção italiana A grande beleza, outra favorita da categoria, foi escolhido como o melhor filme estrangeiro.

A cerimônia foi apresentada pela comediante Ellen DeGeneres, que deixou o ambiente bastante descontraído. Entre uma brincadeira ou outra, encomendou e serviu pizza para os atores presentes e também virou a sensação no Twitter ao postar, durante a entrega dos prêmios, uma foto "selfie" em que aparece cercada por astros de Hollywood presentes à cerimônia.

DeGeneres juntou um grupo de astros, entre eles Brad Pitt, Meryl Streep e Jennifer Lawrence, para tirar uma foto em plena cerimônia de entrega do Oscar.

Imediatamente, a foto obteve cerca de 1 milhão de retuítes em apenas 40 minutos.

Leia mais em AFP