Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Parlatório / Governo Temer lança campanha para "tirar o Brasil do vermelho"

Política

Antipetismo

Governo Temer lança campanha para "tirar o Brasil do vermelho"

por Redação — publicado 05/10/2016 12h09
Na semana em que acelera a tramitação da PEC 241, Planalto faz anúncios com referências ao PT e críticas a Dilma
Beto Barata / PR
Temer

Temer ao lado de Rodrigo Maia, o presidente da Câmara. Ele quer se distanciar da administração de Dilma

O governo de Michel Temer iniciou nesta terça-feira 5 uma campanha publicitária que tem como objetivo denunciar o que considera ser a "herança maldita" deixada pela administração Dilma Rousseff, da qual Temer era vice-presidente. Com anúncios em diversos veículos de imprensa, o governo promete "tirar o Brasil do vermelho", uma referência à cor do PT, partido de Dilma.

A publicidade anuncia a "situação muito grave nas contas públicas" e lista 14 pontos, todos com críticas a Dilma. Há menções a prejuízos na Petrobras e na Eletrobras, a obras atrasadas e críticas às políticas do BNDES. "Todo esse sofrimento teria sido evitado se as contas do passado estivessem equilibradas", diz o texto. 

O governo afirma ainda que é "urgente" equilibrar as contas públicas para "nunca mais ter pedaladas", "para nunca mais ter R$ 170 bilhões de contas públicas no vermelho" e para "definitivamente nunca mais ter 12 milhões de desempregados".

O texto não menciona especificamente a PEC 241, que promoverá um congelamento de gastos em saúde e educação, mas o lançamento da campanha coincide com a aceleração da tramitação da medida no Congresso. Na campanha, a administração Temer aborda o tema de forma superficial, afirmando que "quando um governo gasta mais do que arrecada quem paga a conta é você".

A tentativa de marcar diferença para Dilma Rousseff chega em um momento no qual cresce a quantidade de pessoas que avalia o novo governo como pior que o derrubado. De acordo com pesquisa CNI/Ibope, entre junho e setembro foi de 25% para 31% o número de pessoas que têm essa opinião. Para 24% o governo Temer é melhor que o de Dilma e 44% avaliavam ambos como iguais.

Campanha Temer

registrado em: , ,