Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Parlatório / Lava Jato: os políticos investigados

Política

Lava Jato: os políticos investigados

por Redação — publicado 06/03/2015 20h45, última modificação 06/03/2015 21h52
Saiba quem está na lista de inquéritos pedidos pelo Ministério Público Federal e autorizados pelo STF
J.Batista / Câmara dos Deputados
Renan Calheiros e Eduardo Cunha

Renan Calheiros (PMDB-AL) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidentes do Senado e da Câmara, respectivamente, são investigados por corrupção

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, autorizou nesta sexta-feira 6 a abertura de 21 inquéritos envolvendo 49 políticos investigados no âmbito da Operação Lava Jato. Os pedidos de investigação foram entregues pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na terça-feira 5, após a análise do material coletado na apuração de corrupção iniciada em março passado, na Justiça Federal em Curitiba. A maior parte dos pedidos de investigação tem como base os depoimentos dos principais delatores do esquema de corrupção, o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa.

A lista inclui o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), além dos senadores Antonio Anastasia (PSDB-MG), Fernando Collor (PTB-AL), Lindbergh Farias (PT-RJ) e Gleisi Hoffmann (PT-PR).Também serão investigados os ex-ministros Edison Lobão (PMDB-MA) e Antonio Palocci (PT-SP), entre outros.

Os 28 inquéritos serão tocados pela Polícia Federal e pelo MPF, que têm a missão de coletar mais indícios para basear as possíveis denúncias a serem feitas por Janot. Se o MPF considerar que as provas não são suficientes, o processo será arquivado. Caso o MPF considere que há provas suficientes contra os acusados, eles serão formalmente denunciados. Caberá ao STF, então, aceitar ou não as denúncias. Em caso positivo, os acusados viram réus em ações penais no próprio Supremo. Em caso negativo, o processo é arquivado.

A Lava Jato apura a existência de uma organização criminosa formada por políticos, funcionários públicos, executivos de empreiteiras e doleiros. De acordo com as denúncias feitas até aqui, as empreiteiras distribuíam entre si contratos com órgãos públicos, em especial a Petrobras, mediante o pagamento de propina e desvio de dinheiro público, que era repassado a partidos políticos.

Executivos de empreiteiras, doleiros, ex-funcionários da Petrobras e outras pessoas sem foro privilegiado serão processados na Justiça Federal de Curitiba por envolvimento no escândalo de corrupção. Os políticos em cargos públicos, como têm direito a foro privilegiado, serão processados no STF. Se houver governadores envolvidos no esquema, os pedidos de investigação e as denúncias contra eles serão oferecidos ao Superior Tribunal de Justiça.

Veja a lista completa abaixo:

PP
- Senador Ciro Nogueira (PI)
- Senador Benedito de Lira (AL)
- Senador Gladson Cameli (AC)
- Deputado Aguinaldo Ribeiro (PB)
- Deputado Simão Sessim (RJ)
- Deputado Nelson Meurer (PR)
- Deputado Eduardo da Fonte (PE)
- Deputado Luiz Fernando Faria (MG)
- Deputado Arthur Lira (AL)
- Deputado Dilceu Sperafico (PR)
- Deputado Jeronimo Goergen (RS)
- Deputado Sandes Júnior (GO)
- Deputado Afonso Hamm (RS)
- Deputado Missionário José Olímpio (SP)
- Deputado Lázaro Botelho (TO)
- Deputado Luis Carlos Heinze (RS)
- Deputado Renato Molling (RS)
- Deputado Roberto Balestra (GO)
- Deputado Roberto Britto (BA)
- Deputado Waldir Maranhão (MA)
- Deputado José Otávio Germano (RS)
- Deputado Gerônimo Pizzolotto Goergen (RS)
- Ex-deputado e ex-ministro Mario Negromonte (BA)
- Ex-deputado João Pizzolatti (SC)
- Ex-deputado Pedro Corrêa (PE)
- Ex-deputado Roberto Teixeira (PE)
- Ex-deputada Aline Corrêa (SP)
- Ex-deputado Carlos Magno (RO)
- Ex-deputado e ex-vice governador João Leão (BA)
- Ex-deputado Luiz Argôlo (BA) (filiado ao Solidariedade desde 2013)
- Ex-deputado José Linhares (CE)
- Ex-deputado Pedro Henry (MT)
- Ex-deputado Vilson Covatti (RS)

PMDB

- Senador Renan Calheiros (AL), presidente do Senado
- Senador Romero Jucá (RR)
- Senador Edison Lobão (MA)
- Senador Valdir Raupp (RO)
- Deputado Eduardo Cunha (RJ), presidente da Câmara
- Deputado Aníbal Gomes (CE)
- Deputado Alexandre Santos (RJ) (arquivado)
- Deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) (arquivado)
- Ex-governadora Roseana Sarney (MA)

PT
- Senadora Gleisi Hoffmann (PR)
- Senador Humberto Costa (PE)
- Senador Lindbergh Farias (RJ)
- Senador Delcídio do Amaral (MS) (arquivado)
- Deputado José Mentor (SP)
- Deputado Vander Loubet (MS)
- Ex-deputado Cândido Vaccarezza (SP)
- Ex-ministro Antonio Palocci (SP)

PSDB
- Senador Antonio Anastasia (MG)
- Senador Aécio Neves (MG) (arquivado)

PTB
- Senador Fernando Collor (AL)