Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Parlatório / CNT / MDA: avaliação positiva do governo é de 7,7%

Política

Pesquisa

CNT / MDA: avaliação positiva do governo é de 7,7%

por Redação — publicado 21/07/2015 11h30
Quase 80% dos entrevistados desaprovam Dilma Rousseff e 62,8% apoiam um processo de impeachment contra ela
Roberto Stuckert Filho / PR
Dilma Rousseff

Dilma Rousseff na Expo Milão, em 11 de julho. Popularidade em queda

Uma nova rodada da pesquisa do instituto MDA feita por encomenda da Confederação Nacional do Transporte (CNT) confirmou a impopularidade da presidenta Dilma Rousseff e mostrou novo aumento na desaprovação de seu governo.

Segundo a pesquisa, 70,9% dos entrevistados avaliam o governo Dilma como ruim ou péssimo, ante 64,8% registrados na rodada anterior do levantamento, feita em março. Enquanto isso, apenas 7,7% dizem que o governo é ótimo ou bom, em comparação com 10,8% da pesquisa anterior.

Nos dois casos, tratam-se dos piores níveis na série histórica do levantamento, iniciada em julho de 1998. Em setembro de 1999, no segundo mandato do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o governo do tucano teve 8% de avaliação positiva e 65% de avaliação negativa.

A aprovação pessoal de Dilma segue em baixa. No levantamento de março, 77,7% dos entrevistados desaprovavam a presidente, contra 18,9% que a aprovam. Agora, são 79,9% de desaprovação contra 15,3% de aprovação.

Impeachment

O apoio ao impeachment de Dilma Rousseff manteve apoio da maioria. Em março, 59,7% se diziam favoráveis à remoção da petista, ante 62,8% registrados no levantamento atual. Enquanto isso, 32,1% se dizem contrários ao impeachment.

Para os que são favoráveis ao impeachment, 26,8% citaram as irregularidades nas prestações de contas do governo, as chamadas pedaladas fiscais; 25%, a corrupção na Petrobras; 14,2%, irregularidades nas contas da campanha para presidente em 2014 e 44,6% consideram os três motivos como justificativa para o impeachment.

Foram entrevistadas 2.002 pessoas na pesquisa CNT/MDA, em 137 municípios de 25 unidades federativas das cinco regiões, entre os dias 12 e 16 de julho de 2015. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para cima ou para baixo.

registrado em: ,