Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Midiático / Texto de colunista gera saia-justa na Folha e no Globo

Política

Texto de colunista gera saia-justa na Folha e no Globo

por Redação — publicado 19/06/2014 15h14
Mário Sérgio Conti encontra sósia de Felipão em voo Rio-SP, e sites publicam história como entrevista exclusiva
GShow/Divulgação
sosia-felipao.jpg.jpg

Vladimir Palomo, o sósia de Felipão que voou com Conti

Um suposto encontro com o técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, num voo do Rio de Janeiro para São Paulo colocou o jornalista Mário Sérgio Conti, colunista de O Globo e da Folha de S.Paulo/UOL e apresentador da Globonews, numa saia-justa nesta quinta-feira, 19.

Isso porque tanto a Folha quanto o Globo publicaram em seus respectivos sites um texto assinado por ele com o título “Felipão sobre Neymar: ‘Se tivéssemos três como ele, a Copa seria uma tranquilidade'”, dando a entender que os veículos teriam conseguido uma entrevista exclusiva com Felipão após zero a zero contra o México. O jornalista, porém, nunca encontrou o técnico.

No voo em questão estava o ator Vladimir Palomo, que atua como sósia do técnico da seleção. Foi ele quem se sentou na poltrona 25E, como afirma o texto publicado às 21h19 de ontem. A Conti, ele diz ter gravado uma participação especial no programa Zorra Total, da Rede Globo.

No texto, Conti relata que Felipão/Palomo fez críticas ao time e elogios ao jogador mais conhecido do time, que estaria ali com ele, e falou ainda de política: "Pelo que ouço dizer, o governo está torcendo pela seleção, e a oposição nem tanto. Acho uma bobagem misturar futebol e política. Eu mantenho essa separação custe o que custar, não dou uma palavra sobre política".

Na última atualização do texto de Conti, contudo, constava a seguinte passagem:

"Pegou sua carteira, tirou um cartão de visitas e me entregou, afirmando:

- Mas isso pode te ajudar por enquanto.

O cartão de visitas dizia: 'Vladimir Palomo – Sósia de Felipão – Eventos'.

Depois das gargalhadas, apertou a mão e disse:

- Deus te proteja."

Foi na madrugada de hoje que ambos os jornais se deram conta de que o texto não trazia uma entrevista exclusiva com o técnico, e decidiram tirá-lo do ar - estratégia que contraria política do jornal. Em seu Erramos, a Folha afirmou que "Felipão não estava em um voo do Rio para São Paulo. Ele passou o dia em Fortaleza" e que "Mario Sergio Conti pede desculpas a Scolari, a Palomo e aos leitores pela confusão".

A princípio, a errata havia sido publicada na Folha com o título "Colunista da Folha é vítima de trote", como é possível ver no endereço da matéria, mas foi alterada posteriormente.

Ao Portal Imprensa, o diretor de Redação de O Globo, Ascânio Seleme, afirmou que o colunista cometeu um erro. "Foi um equívoco, por isso tiramos a história do ar. Estava errada."