Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Midiático / Governo Alckmin faz pagamentos mensais a blogueiro antipetista

Política

70 mil reais

Governo Alckmin faz pagamentos mensais a blogueiro antipetista

por Redação — publicado 19/04/2015 13h42, última modificação 19/04/2015 13h53
O advogado Fernando Gouveia recebeu 70 mil reais por mês entre outubro de 2014 e março deste ano
Divulgação
Fernando Gouveia

Militante antipetista, Fernando Gouveia é contratado do governo do Estado de SP

O governo do estado de São Paulo, de Geraldo Alckmin (PSDB), tem entre seus subcontratados um blogueiro conhecido na internet por compartilhar propaganda antipetista a milhares de simpatizantes. De acordo com o jornal "Folha de S.Paulo", o advogado Fernando Gouveia recebeu 70 mil reais por mês entre outubro de 2014 e março deste ano.

Gouveia é mais conhecido na internet como “Gravataí Merengue”, o “CEO” do site Implicante, com quase 500 mil admiradores no Facebook. O dinheiro era pago mensalmente pela Subsecretaria de Comunicação do governo estadual à Apeendix Consultoria, empresa criada por Gouveia em janeiro de 2013.

Questionado pelo jornal, o governo responsabilizou uma das três empresas terceirizadas pelo estado para cuidar da propaganda institucional. Trata-se da agência de publicidade Propeg, subcontratada pela pasta da Comunicação, subordinada à Casa Civil do Estado.

Documentos indicam que a Appendix prestou serviço de revisão, desenvolvimento e atualização das estruturas digitais da Secretaria de Estado da Cultura.

De acordo com o jornal, Gouveia é militante político há bastante tempo. Trabalhou na comunicação da ex-prefeita Marta Suplicy (2001-2004) antes de se mudar para o gabinete da ex-vereadora Soninha Francine (PPS) quando esta rompeu com o PT.

Na internet, criou o blog Imprensa Marrom em 2006, site que lhe custou uma condenação judicial por comentários ofensivos a uma empresa. Ele recorreu.

Outro lado

Em resposta no Facebook, Gouveia afirma ser “sócio de uma empresa que, entre outros clientes, é contratada pela Agência Propeg, por sua vez prestadora de serviços para o Governo do Estado. Essa contratação se deu porque a Appendix (APPX) ofereceu o MENOR PREÇO (informação omitida na matéria) e dispõe, para esse contrato, de 3 empregados regularmente contratados via CLT.”

Ele diz ainda que sua empresa atua em comunicação online do setor público, “exatamente a área em que sou formado profissionalmente e cuja formação se iniciou há quase quinze anos”.