Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Midiático / Protesto marca homenagem à Globo na Assembleia de MG

Sociedade

Democratização da mídia

Protesto marca homenagem à Globo na Assembleia de MG

por Redação — publicado 09/06/2015 11h20
Ação aconteceu nesta segunda-feira 8 de junho, durante os discursos dos deputados mineiros elogiando a emissora
Protesto-Globo

Cartazes e papel higiênico foram espalhados durante a cerimônia

Nesta segunda-feira 8 de junho, uma reunião especial em homenagem aos 50 anos da Rede Globo na Assembleia Legislativa de Minas Gerais foi interrompida por papéis higiênicos e cartazes com dizeres como: "a verdade é dura, a Rede Globo apoiou a ditadura. E ainda apoia".

A ação foi um protesto de jovens ligados a movimentos sociais contra a emissora. Durante os discursos dos deputados, eles espalharam cartazes e papéis higiênicos pelo plenário --em uma referência ao que chamaram de “Rede Esgoto de Televisão”. Para estes movimentos, além de não haver motivos para homenagear a comunicação da TV Globo, o papel do Legislativo, ao invés de bajular empresas, seria o de estimular uma mídia mais educativa e que valorize a cultura.

O protesto também fez referência ao apoio da emissora com a ditadura (já reconhecido pelo próprio canal) e levantou críticas sobre o monopólio das comunicações. Foram lembrados ainda alguns episódios: há dois anos, a Rede Globo foi multada em mais de R$ 600 milhões por sonegar impostos na compra dos direitos de transmissão das Copas de 2002 e 2006. E a RBS, afiliada da emissora, é acusada na Operação Zelotes, que investiga o esquema de corrupção em que mais de R$ 19 bilhões foram desviados dos cofres públicos, três vezes mais do que o descoberto na Operação Lava Jato.

O protesto foi organizado pela juventude do MST, do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Levante Popular da Juventude, Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) e pela articulação mineira de Movimentos Sociais Quem Luta Educa.

Para o movimento, não há motivos para homenagear a Rede Globo

* Com informações da página do MST.

registrado em: ,