Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Cartas da Esplanada / Ato pró-impeachment ocupa a orla de Copacabana

Política

13 de março

Ato pró-impeachment ocupa a orla de Copacabana

por Rodrigo Martins publicado 13/03/2016 17h33
Manifestação tomou ao menos 10 quarteirões, mas a PM decidiu não estimar número de manifestantes no Rio de Janeiro
Tânia Rêgo/Agência Brasil

O protesto a favor do impeachment de Dilma Rousseff ocupou os dois sentidos da Avenida Atlântica e tomou ao menos dez quarteirões da orla de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, no domingo 13.

A Polícia Militar fluminense acompanhou o protesto com viaturas e um helicóptero, mas não estimou o número de manifestantes, tampouco registrou confrontos ou incidentes graves.

A concentração começou por volta das 9h da manhã, na altura do Posto 5, seguida de uma caminhada de cerca de dois quilômetros. Nos carros de som, prevaleceram os discursos em defesa do processo de impedimento de Dilma e os clamores pela prisão do ex-presidente Lula.  

Na multidão de verde e amarelo, o único consenso era o "Fora, Dilma". Alguns defendiam uma intervenção militar, outros exigiam a convocação de novas eleições. Muitos chegaram a propor a candidatura de Sérgio Moro, juiz responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, para a Presidência da República.

Famosos uniram-se aos manifestantes. Os atores Susana Vieira, Marcelo Serrado e Marcio Garcia compareceram ao ato com camisetas do "Morobloco", numa alusão ao bloco de carnaval Monobloco. A atriz Cássia Kiss optou por uma camisa com os dizeres: "Quero ser presidente".

Moradores de Copacabana apoiaram o protesto com bandeiras do Brasil estendidas em suas janelas. Um avião, que sobrevoou a orla várias vezes com a faixa "Não vai ter golpe”, assinada pela Frente Brasil Popular, recebeu efusivas vaias dos manifestantes.

* Com informações da Agência Brasil.