Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Carta nas Eleições / PSDB usa "Godzilla Cubano" contra Dilma

Política

Na internet

PSDB usa "Godzilla Cubano" contra Dilma

por Redação — publicado 22/10/2014 17h36
Em vídeo postado no Facebook, tucanos levantam o medo do comunismo
Reprodução
Godzilla Cubano

O "Godzilla Cubano" perseguindo Dilma na animação do PSDB

O PSDB voltou a trazer à tona as boas relações do Brasil com o governo cubano e o fantasma do comunismo para conseguir tirar votos de Dilma Rousseff (PT) nas eleições de domingo.

O partido publicou nesta quarta-feira 22 em sua página no Facebook uma animação de 1min18 intitulada "Os Monstros da Dilma", na qual figuram personagens criados pelo PSDB em alusão ao que o partido considera serem problemas do governo petista. Ao lado do "Jurássico PAC" e da "Fantasmagórica Corrupção" aparece o "Godzilla Cubano", uma figura pré-histórica com uma bandana com a bandeira de Cuba.

O medo do comunismo é uma característica presente e comum nos debates do submundo da internet. O programa Mais Médicos, que atraiu milhares de médicos cubanos para o Brasil, e a inauguração do porto de Mariel, em Cuba, financiado pelo BNDES, fizeram surgir inúmeras teorias conspiratórias, como as de que o Brasil desejava financiar o regime castrista em Cuba e a de que os médicos seriam guerrilheiros cubanos que viriam ao Brasil perpetrar um golpe comunista. Para alguns, esses "perigos" suplantaram em importância a melhora (ainda que insuficiente) no sistema publico de saúde e a possibilidade de ampliação de mercado para as empresas brasileiras.

Aos poucos, a conspiração chegou à política real. Em maio, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) manifestou indignação ao ver a bandeira de Cuba no clipe oficial da Copa do Mundo. A bandeira estava lá porque o cantor responsável pela canção tem ascendência cubana.

Na campanha presidencial, Aécio Neves limitou as críticas ao Mais Médicos, iniciativa bastante popular, e disse pretender igualar os salários dos médicos cubanos com os vencimentos dos brasileiros que participam do programa. A suposta tentativa de financiar Cuba, entretanto, esteve em seu discurso. No debate da TV Record, no domingo 19, Aécio citou durante discussão com Dilma "as ditaduras que o governo" dela apoia.

O uso do medo comunista por parte do PSDB é curioso tendo em vista o passado e o futuro tucanos. Um dos feitos de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) como presidente da República (1995-2002) foi ajudar a reverter o golpe contra Hugo Chávez, ocorrido em 2002, em nome da estabilidade na América Latina. FHC também mantinha boas relações com Havana – circula pela internet uma famosa foto em que ele troca sorrisos com Chávez e Fidel Castro.

Mais importante foi a declaração do ex-embaixador Rubens Barbosa, auxiliar de Aécio para relações internacionais, a respeito do futuro das relações com Cuba caso o tucano seja eleito. À Folha de S.Paulo, Barbosa afirmou na terça-feira 21 que, com Aécio, o Brasil "vai manter a boa relação com Cuba", "continuar a apoiar o fim do embargo econômico" e diversificar o comércio bilateral pois "as empresas brasileiras podem se beneficiar da diversificação".