Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Carta nas Eleições / CNT/MDA: Marina venceria Dilma no segundo turno

Política

Eleições 2014

CNT/MDA: Marina venceria Dilma no segundo turno

por Redação — publicado 27/08/2014 12h09, última modificação 27/08/2014 16h10
No primeiro turno, a candidata do PSB aparece atrás da petista, mas consolidada à frente de Aécio Neves (PSDB)
Ichiro Guerra/Dilma 13

Uma nova rodada da pesquisas do instituto MDA para a Confederação Nacional do Transporte (CNT) mostra a candidata do PSB, Marina Silva, à frente da presidenta Dilma Rousseff (PT) em eventual segundo turno da disputa presidencial entre elas. De acordo com o levantamento, divulgado nesta quarta-feira 27, Marina teria 43,7% dos votos, contra 37,8%.

Caso o segundo turno fosse disputado entre Dilma e o senador Aécio Neves (PSDB), a petista venceria por 43% a 33,3%. Se a presidenta ficasse fora do segundo turno, Marina venceria Aécio por 48,9% a 25,2%.

No primeiro turno, o levantamento CNT/MDA mostra Dilma na liderança, com 34,2% das intenções de voto, contra 28,2% de Marina Silva e 16% de Aécio Neves. Dos outros candidatos, apenas o Pastor Everaldo (PSC) aparece com mais de 1% das intenções de voto – 1,3%. Dilma lidera, também, na pesquisa estimulada, com 26,4%, à frente de Marina (18,6%) e Aécio (11,3%).

A pesquisa mostra que perto de três quartos dos eleitores de Dilma (76,9%) e de Marina (74,1%) dizem já ter definido seu voto, enquanto com Aécio o índice é de 64,2%. Marina leva vantagem no poder de atração dos indecisos. Entre os que dizem ainda não ter certeza do voto, 28,8% cogitam votar na pessebista quando questionados sobre quais suas duas possíveis opções. Dilma é citada por 22,6% e Aécio, por 20,7%.

Ao mesmo tempo, Marina tem a menor taxa de rejeição segundo os critérios da pesquisa. Entre os eleitores, 29,3% dizem que não votariam nela "de jeito nenhum". Com Aécio o índice é de 40,4%, e com Dilma, de 45,5.

A pesquisa ouviu 2.002 eleitores entre 21 e 24 de agosto e foi registrada na Justiça Eleitoral com o número BR-00400/2014.