Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Carta nas Eleições / Na TV, Dilma anuncia que vai processar a Veja

Política

Eleições 2014

Na TV, Dilma anuncia que vai processar a Veja

por Redação — publicado 24/10/2014 13h58, última modificação 24/10/2014 14h40
Revista publicou que presidenta e Lula saberiam do escândalo da Petrobras, mas próprio advogado do autor da denúncia nega informação
Reprodução
Dilma vai processar Veja

Durante a propaganda eleitoral, Dilma acusou a publicação da Editora Abril de fazer campanha sistemática contra Lula e o PT há anos

Botão Eleições 2014A presidenta e candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff, anunciou em seu programa eleitoral, desta sexta-feira 24, que vai processar a revista Veja, publicação semanal da editora Abril, por publicar uma “falsa denúncia” na edição que chega hoje às bancas. Isso porque o periódico estampou em sua última capa antes do segundo turno a acusação de que o ex-presidente Lula e a presidenta saberiam do esquema de corrupção na Petrobras.  Para Dilma, a publicação “não apresentou nenhuma prova” e representa um “ato de terrorismo eleitoral”.

“Gostaria de encerrar minha campanha de outra forma, mas não posso me calar frente a esse ato de terrorismo eleitoral articulado pela revista Veja. Todos os eleitores sabem da campanha sistemática que a Veja move há anos contra Lula e contra mim, mas dessa vez ela excedeu todos os limites (...) ao insinuar que eu teria conhecimento prévio dos maus feitos na Petrobras. A Veja comete esta barbaridade contra mim e contra o presidente Lula sem apresentar a mínima prova. Isso é um absurdo, isso é um crime. Veja fracassará no intento criminoso, ela não ficará impune. A justiça livre desse país vai condená-la por esse crime”, afirmou a petista.

Dilma lembrou ainda que a Veja antecipou a distribuição da revista com a “intenção malévola de interferir de forma desonesta e desleal nos resultados das eleições”. Na reportagem, o periódico se baseia em uma suposta declaração que teria sido feita pelo doleiro Aberto Yousseff, em depoimento à Polícia Federal e ao Ministério Público.

Procurado pelos jornais O Estado de S.Paulo e O Globo, contudo, o advogado do acusado negou que ele tenha afirmado isso. “Eu nunca ouvi nada que confirmasse isso [que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras]. Não conheço esse depoimento, não conheço o teor dele. Estou surpreso”, concluiu o próprio defensor de Yousseff, Antonio Figueiredo Basto.

Assista ao programa eleitoral na íntegra: