Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Carta nas Eleições / Marina diz que casamento é estabelecido entre pessoas de sexos diferentes

Política

Eleições 2014

Marina diz que casamento é estabelecido entre pessoas de sexos diferentes

por Mariana Melo — publicado 01/09/2014 18h24, última modificação 01/09/2014 21h50
Presidenciável alegou existir confusão entre os termos união civil e casamento e defendeu seu programa de governo como avançado em relação aos direitos LGBT
Mariana Melo
Marina Silva

Marina em coletiva de imprensa dada nesta segunda-feira 1º em São Paulo

A candidata à presidência pelo PSB, Marina Silva, disse ter um programa de governo avançado em relação aos direitos LGBT mas defendeu que “casamento é estabelecido entre pessoas de sexo diferentes” em entrevista coletiva realizada em frente a seu apartamento, nesta segunda-feira 1º, em São Paulo.

“Sou a favor dos direitos civis de todas as pessoas. A união civil já está assegurada na Justiça por uma decisão do Supremo. Tem muita gente que faz a confusão entre união estável e união civil”, disse a candidata. “A união civil assegura todos os direitos para os casais que têm a união entre o mesmo sexo. O casamento é estabelecido entre pessoas do sexo diferente, é isso que está assegurado na Constituição, na Legislação brasileira. (...) O que eu tenho defendido é os direitos civis e a união civil entre as pessoas do mesmo sexo.”

Marina defendeu as alterações feitas em seu programa de governo. No sábado, a campanha voltou atrás em relação a direitos LGBT, como o reconhecimento da união civil entre pessoas do mesmo sexo, e a criminalização da homofobia, itens retirados em uma “errata” do seu programa. A candidata alegou um “erro de processo” na divulgação do programa errado e defendeu a laicidade do Estado. “A minha posição é discutida desde 2010, a afirmação da defesa do estado laico como uma conquista do estado laico, a defesa dos direitos civis de todos os brasileiros. Estado laico não é para impor a vontade dos que não creem nem dos que creem.”

Para Marina, seu programa de governo é mais avançado em relação aos direitos da comunidade gay do que dos outros adversários. “Se fizerem uma comparação entre o nosso programa e o da Luciana Genro ou de outros candidatos, verificarão que no nosso programa a defesa dos direitos civis e dos direitos individuais estão melhor assegurados até do que naqueles que fazem muito barulho.” A presidenciável também reforçou que fará uma campanha “sem rótulos”. “Nós não queremos fugir do debate, nós queremos promovê-lo, sem rótulos, de forma respeitosa com opiniões diferentes, porque é assim que se faz dentro de uma democracia.”

"Políticas erráticas"

Marina  também aproveitou para fazer críticas ao governo Dilma Rousseff, citando a última divulgação do IBGE que apontou retração no crescimento econômico em 0,6%, na comparação com o trimestre passado. “Todo o esforço feito pela sociedade brasileira, de buscar melhores condições de vida, corre risco de se perder” disse Marina, que culpou “as políticas erráticas que estão sendo feitas pelo governo no que concerne nossa política econômica”.