Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Carta nas Eleições / Ibope: Marina Silva encosta em Dilma e venceria no 2º turno

Política

Eleições 2014

Ibope: Marina Silva encosta em Dilma e venceria no 2º turno

por Redação — publicado 26/08/2014 18h06, última modificação 26/08/2014 20h35
Em sua primeira pesquisa sem Eduardo Campos, instituto mostra petista com 34%, Marina com 29% e Aécio com 19%
Léo Cabral/ MSILVA Online

Marina Silva (PSB) encostou na presidenta Dilma Rousseff (PT) na disputa à presidência da República em pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira 26.

Dilma tem 34% das intenções de voto contra 29% de Marina. Como a margem de erro é de dois pontos percentuais, a petista segue à frente. Aécio Neves (PSDB) perde a segunda colocação e aparece em terceiro lugar, com 19%. Luciana Genro (PSOL) e Pastor Everaldo (PSC) tem um por cento cada. Outros sete por cento dizem votar em branco ou nulo e outros nove por cento estão indecisos.

O desempenho de Marina é muito superior ao de Eduardo Campos, que tinha 9% dos votos na última pesquisa realizada pelo instituto e estava na terceira colocação. Marina substitui o ex-governador de Pernambuco, que morreu em um acidente de avião.

Na pesquisa, Marina aparece isolada no primeiro lugar um eventual segundo turno. A candidata do PSB teria 45% contra 36% da atual presidenta. Em um cenário com Dilma e Aécio, a petista teria 41% contra 35% do tucano. O instituto não testou um cenário com Aécio e Marina.

Na pesquisa espontânea, Dilma aparece isolada em primeiro lugar com 27%. Marina tem 18% e Aécio, 12%.

A gestão de DIlma é considerada boa ou ótima por 34% dos eleitores, uma oscilação positiva de dois pontos percentuais em relação à última pesquisa, feita no início deste mês. Outros 36% consideram o seu governo regular e 27% o consideram ruim ou péssimo.

Marina é a candidata com a menor rejeição entre os três primeiros colocados - 10% dos eleitores não votariam nela de jeito nenhum. A rejeição de Dilma é de 36% e, a de Aécio, de 18%.

A pesquisa foi encomendada pelo jornal Estadão e pela rede Globo. O Ibope fez 2506 entrevistas entre os dias 23 e 25 de agosto. O levantamento está registrado na Justiça Eleitoral com o número BR428/2014.