Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Carta nas Eleições / Campanha de Marina quer FHC e Lula como aliados

Política

Eleições 2014

Campanha de Marina quer FHC e Lula como aliados

por Redação — publicado 25/08/2014 10h13, última modificação 25/08/2014 13h30
Eduardo Giannetti, conselheiro econômico de Marina Silva, diz que o tucano é importante por seu compromisso com a estabilidade e Lula, pela inclusão social
Reprodução / RioFestival
Eduardo Giannetti

Eduardo Giannetti, conselheiro e colaborador da campanha de Marina Silva

Botão Eleições 2014Eduardo Giannetti, um dos conselheiros econômicos da campanha de Marina Silva ao Planalto, afirmou que a candidata do PSB pretende governar com o apoio dos ex-presidentes Lula (PT) e Fernando Henrique Cardoso (FHC). "Eduardo Campos tinha dito, e Marina está alinhada com isso, que no seu governo [José] Sarney, Renan [Calheiros] e [Fernando] Collor iriam para a oposição. E com quem se governa e se negocia? Com Lula e Fernando Henrique", disse ele à Folha de S.Paulo.

Segundo Giannetti, FHC é um aliado importante pois tem compromisso com a estabilidade econômica, enquanto Lula tem compromisso com a inclusão social.

Afirmando ser um "colaborador" e um "conselheiro" sem pretensões políticas no governo de Marina, caso ela seja eleita, Gianneti afirmou que Dilma descumpriu as metas do tripé econômico firmadas no governo FHC e reforçadas por Lula: câmbio flutuante, meta de inflação e disciplina fiscal. "O governo Dilma cometeu uma grave barbeiragem na condução da política do BC, que foi deixar claro, no início do mandato, que a inflação no teto da meta [de 4,5%, com tolerância até 6,5%] estaria de bom tamanho", criticou ele.

O economista ainda afirmou que os programas sociais criados e expandidos pelo PT são "intocáveis" e que aumentar os juros está fora de questão: "aumentar impostos nem pensar", disse.