Sociedade

Refogado

Tá tendo Copa

por Marcio Alemão publicado 21/06/2014 09h11
Na Vila Madalena, a galera e os turistas festejam até gol contra
Governo do Rio de Janeiro
marcanã

Pretexto. A Copa é boa hora para comer e beber direito. E que a cerveja seja bem gelada

Se tudo der certo, na próxima semana teremos um Refozinho internacional. Parto para a Riviera Francesa, a serviço, com reserva no La Vistamar, restaurante comandado por Joel Garauld e que ostenta uma estrela Michelin. Veremos se o fez por merecer.

O La Vistamar é um dos restaurantes do hotel Hermitage, em Mônaco. Os que me seguem de longa sabem que minhas experiências com a alta gastronomia na França não me entusiasmaram. Do L’Astrance e do Pierre Gagnaire saí desapontado. Mal não comi, mas saudade não senti. Não volto a nenhum deles.

A melhor parte nessas viagens é encontrar uma boa casa de queijos, uma boa padaria, loja de bons vinhos e se fartar no quarto do hotel. Temo, todavia, que dessa feita não me sobrará tempo para a pesquisa. Pena que o Galvão não estará por lá.

Falando nisso, lembro que meu primeiro Refô para a primeira edição semanal de CartaCapital trazia variadas receitas, sugeridas por chefs e restaurateurs, de “como engolir o Zagallo”.

Para os muito jovens leitores, foi em 1997, após vencer a Copa América, que o velho técnico mandou ver essa frase. Como de costume, diziam que ele não era a melhor escolha e, claro, cada brasileiro tinha sua particular sugestão.

Sobre esta Copa que rola por aqui fico feliz ao ver que os turistas e a moçada em geral tenham eleito a Vila Madalena para comemorar qualquer coisa, seja gol, impedimento, final do primeiro tempo. O local é bem mais humano e com opções para comer e beber bem melhores que a estranha Avenida Paulista, que mais se presta a protestos.

Também o Vale do Anhangabaú tem sido bonito de se ver, colorido por muitas camisetas de todo o mundo. E por que não pensar em fazer, de fato, com planejamento, do Centro da cidade um local menos assustador? As viradas culturais também têm provado que a ideia é boa.

Das muitas sugestões que recebi para “torcer com a galera”, nenhuma digna de nota. E se eu fosse fazer alguma, diria: a cerveja, seja qual for, e na verdade não importa qual seja, deve estar bem gelada.

registrado em: