DiCaprio rebate Bolsonaro e nega apoio a ONGs ‘apesar de merecerem’

O ator negou doações acusadas por Bolsonaro e disse ter 'orgulho' de fazer parte de apoiadores das causas ambientalistas

O ator Leonardo DiCaprio (Foto: Wikimedia Commons)

O ator Leonardo DiCaprio (Foto: Wikimedia Commons)

Sustentabilidade

O ator Leonardo DiCaprio negou que tenha doado às ONGs apontadas por Jair Bolsonaro como causadoras de incêndio, afirmou em comunicado às agências Reuters e Associated Press. “Embora certamente mereçam apoio”, diz o ator, ele não financia as organizações “que estão atualmente sob ataque”.

O ator aproveitou para elogiar a atuação da sociedade civil em relação às queimadas na floresta, que bateram recorde em 2019, e disse ter orgulho de fazer parte de grupos que buscam proteger a Amazônia. “O futuro desses ecossistemas insubstituíveis está em jogo e tenho orgulho de fazer parte dos grupos que os protegem”, disse.

 

Na última quinta-feira, o presidente brasileiro acusou DiCaprio de ter financiado ONGs que, segundo ele, colocaram fogo na Amazônia. “E o Leonardo DiCaprio? Mico do ano. O que é mais fácil? Tira foto, filma, vende. Leonardo doou 500 mil dólares pra essa ONG. Leonardo DiCaprio, pô, você tá colaborando pra queimada da Amazônia”, falou Bolsonaro.

O caso citado pelo presidente, que chegou a levar quatro brigadistas voluntários à prisão, já teve o delegado trocado pelo governador do Pará e os brigadistas libertados na quinta-feira.

De acordo com o Ministério Público Federal em Santarém, a Polícia Federal já investigava as causas dos incêndios em Alter do Chão e não tinha encontrado evidências de que entidades da sociedade civil pudessem estar associadas ao fato. Em nota, eles afirmam que são grileiros, na verdade, que têm sido investigados como responsáveis do incêndio.

“Por se tratar de um dos balneários mais famosos do país, a região é objeto de cobiça das indústrias turística e imobiliária e sofre pressão de invasores de terras públicas”, escreveu o MPF.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

É repórter do site de CartaCapital.

Compartilhar postagem