Robinho e Santos suspendem contrato após repercussão sobre estupro

Atleta afirmou que vai provar inocência

O jogador de futebol Robinho. Foto: Ivan Storti/Santos FC

O jogador de futebol Robinho. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Sociedade

O jogador de futebol Robinho anunciou a suspensão do seu contrato com o Santos, clube ao qual ele havia retornado em 10 de outubro. O atleta fez o anúncio em sua rede social, nesta sexta-feira 16.

 

 

A decisão ocorre após a repercussão negativa do processo no qual Robinho foi condenado em 1ª instância na Itália, por violência sexual grupal contra uma jovem de origem albanesa.

“Com muita tristeza no coração, venho falar para vocês que tomei a decisão, junto com o presidente, de ter a suspensão do meu contrato, nesse momento conturbado da minha vida”, disse o jogador. “Meu objetivo sempre foi ajudar o Santos Futebol Clube. E se de alguma forma eu estou atrapalhando, é melhor que eu saia e foque nas minhas coisas pessoais. Para os torcedores do Peixão, aquelas pessoas que gostam de mim, com certeza eu vou provar para vocês a minha inocência.”

O Santos confirmou a suspensão em seu perfil oficial.

“O Santos Futebol Clube e o atleta Robinho informam que, em comum acordo, resolveram suspender a validade do contrato firmado no último dia 10 de outubro para que o jogador possa se concentrar exclusivamente na sua defesa no processo que corre na Itália”, comunicou o clube.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem