Sociedade

Operação contra abuso sexual infantil prendeu mais de 300 pessoas em maio

Batizada de ‘Caminhos Seguros’, megaoperação conta com a atuação de mais de 12 mil agentes em todo o País

Foto: Elza Fiuza/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

Um conjunto de operações contra a exploração sexual de crianças e adolescentes vem sendo promovido no País neste mês de maio. Intitulada Caminhos Seguros, a operação já resultou na prisão de 314 pessoas. Outras 163 crianças e adolescentes foram resgatadas, até agora.

Na última quinta-feira 16, por exemplo, a Polícia Civil do Paraná prendeu 14 pessoas, após realizar uma fase da operação em 21 municípios do estado.

Coordenada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a operação envolve mais de 12 mil agentes de segurança. Até agora, o grupo já atuou em cerca de 450 municípios do país.

Em balanço divulgado nesta sexta-feira 17, o Ministério da Justiça informou que o grupo fiscalizou 5,3 mil locais suspeitos de ligação com a exploração sexual de jovens. 

Operações foram realizadas nas casas de pessoas suspeitas, por exemplo, de utilizarem a internet para assediar crianças e adolescentes. Além disso, agentes têm ampliado a fiscalização em casas noturnas suspeitas de facilitarem a prática.

A pasta informou que, ao todo, 6,2 mil vítimas foram atendidas.

Até agora, a operação também apreendeu 103 armas de fogo, 7,2 toneladas de drogas e 15,9 mil materiais com alusão à pornografia infantojuvenil.

“A partir da Caminho Seguros, as forças de segurança podem reprimir e prevenir a atuação de indivíduos e organizações criminosas. Combater o abuso sexual é uma forma de garantir um ambiente seguro e protegido para eles crescerem e desenvolverem”, declarou o responsável pela Diretoria de Operações Integradas e de Inteligência (Diopi) da pasta, Rodney da Silva.

Também no âmbito da operação, quatro mandados de prisão foram cumpridos nesta sexta em Taiobeiras e Curral de Dentro, em Minas Gerais. Suspeitos entre 18 e 20 anos foram denunciados ao Conselho Tutelar local.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo