Cultura

Mocidade e Portela são as escolas de samba mais populares do Rio, aponta Atlas; confira o ranking

Segundo a pesquisa sobre o Carnaval, 54,4% dos moradores da capital dizem ter uma escola de samba do coração

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

Uma pesquisa Atlas Intel divulgada neste sábado 10 aponta que Mocidade Independente de Padre Miguel e Portela lideram o ranking de preferência popular entre as escolas de samba do Rio de Janeiro.

Segundo a pesquisa sobre o Carnaval, 54,4% dos moradores da cidade do Rio dizem ter uma escola de samba do coração.

Desses, 21,2% apontaram a Mocidade, um empate técnico com os fãs da Portela, que somam 21,1%.

Confira o ranking:

  • Mocidade Independente de Padre Miguel: 21,2%
  • Portela: 21,1%
  • Beija-Flor de Nilópolis: 13,9%
  • Estação Primeira de Mangueira: 11,4%
  • Acadêmicos do Salgueiro: 7,3%
  • Imperatriz Leopoldinense: 5,6%
  • Unidos de Vila Isabel: 3,8%
  • União da Ilha do Governador: 3,7%
  • Acadêmicos da Grande Rio: 3,3%
  • Unidos da Tijuca: 2,6%
  • Império Serrano: 2,1%
  • Unidos do Viradouro: 2%
  • Outras: 1,9%

O instituto também perguntou aos entrevistados se eles já ouviram algum samba-enredo do Carnaval de 2024. A Mocidade, mais uma vez, aparece em primeiro, com 44,4%, seguida pela Mangueira, com 42,9%. Neste quesito, a Portela é a quarta colocada, com 36,5%.

O Atlas Intel entrevistou 2.101 pessoas na cidade do Rio de Janeiro entre 3 e 9 de fevereiro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, com um nível de confiança de 95%.

Confira a ordem dos desfiles das escolas do Grupo Especial do Carnaval do Rio:

Domingo 11:

  • Porto da Pedra
  • Beija-Flor
  • Salgueiro
  • Grande Rio
  • Unidos da Tijuca
  • Imperatriz

Segunda 12:

  • Mocidade
  • Portela
  • Vila Isabel
  • Mangueira
  • Paraíso do Tuiuti
  • Viradouro

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.