Sociedade

‘Homossexuais têm direito de fazer parte de uma família’, diz Papa Francisco

Pontífice defendeu criação de leis que garantam a união civil de casais do mesmo sexo

Papa Francisco. Foto: Alberto Pizzoli / AFP
Papa Francisco. Foto: Alberto Pizzoli / AFP

O Papa Francisco defendeu a criação de leis que garantam a união civil de casais do mesmo sexo. A declaração, segundo a Agência de Notícias Católica, foi foi feita no documentário “Francesco”, exibido na capital italiana nesta quarta-feira 21 como parte do Festival de Cinema de Roma.

Ainda que a Igreja Católica seja contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, na produção, o Pontífice defendeu que casais devem ter o direito garantido por lei e fez diferentes acenos à inclusão de homossexuais na sociedade.

A conduta é vista como o gesto mais enfático de Francisco aos direitos LGBTI desde sua ascensão ao Papado, em 2013.

“O que precisamos criar é uma lei de união civil, disse Francisco. “Dessa forma, eles estarão legalmente protegidos. Eu me coloco a favor dessa ideia”, acrescentou.

O Papa também se manifestou sobre os direitos de LGBTIs de constituírem família.

“Homossexuais têm direito de fazer parte de uma família. Eles são filhos de Deus e têm o direito de constituir uma família. Ninguém deve ser expulso ou ser forçado à infelicidade por conta disso”.

Parte do documentário, dirigido por Evgeny Afineevsky, é voltado para a atenção pastoral à comunidade LGBT. Francisco também comenta outros temas sociais que representam desafios ao dogma da Igreja.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!