Facebook usará dados de usuários no combate ao coronavírus

A rede social criará mapas de 'movimento da população' com suas ferramentas

Facebook ajuda no combate ao coronavírus. Foto: AFP

Facebook ajuda no combate ao coronavírus. Foto: AFP

Sociedade

O Facebook informou nesta segunda-feira 06 que está utilizando dados anônimos sobre os movimentos e as relações de seus usuários para ajudar os investigadores a antecipar os movimentos da pandemia de coronavírus.

A rede social criará mapas de “movimento da população” com suas ferramentas, mas protegendo a privacidade dos usuários, informou o chefe de saúde do Facebook, KX Jin, e Laura McGorman, do programa Data for Good.

 

“Os hospitais estão trabalhando para obter os recursos corretos, e os sistemas de saúde pública estão buscando estabelecer as pautas corretas. Para fazer isto, precisam de melhor informação sobre se as medidas preventivas estão funcionando e como o vírus se propaga”, destacaram Jin e McGorman.

Entre as ferramentas que o Facebook está disponibilizando há “mapas de localização conjunta” para mostrar as probabilidades de que pessoas em um local específico entrem em contato com outras, talvez indicando o surgimento de novos casos da COVID-19.

Os dados sobre as tendências do “movimento” revelarão se as pessoas ficaram perto de casa, como foi orientado, ou se chegaram a outras partes da cidade, promovendo o contágio.

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Compartilhar postagem