Sociedade

‘Enem dos concursos’ supera 200 mil inscritos em 24 horas

Site para inscrição enfrentou instabilidade durante o primeiro dia e número de inscritos pode ser ainda maior neste final de semana

Foto: Dálie Felberg/Alep
Apoie Siga-nos no

O número de inscritos para o Concurso Nacional Unificado, apelidado de ‘Enem dos concursos’, superou 218 mil inscritos desde o seu lançamento às 10h da manhã na sexta-feira 19.  Concurso ofertará 6,6 mil vagas e inscrições permanecerão abertas até o dia 9 de fevereiro.

O novo modelo de concurso será realizado em um único dia com as modalidades de inscrição por vaga separada em 7 blocos de áreas que exigem nível superior e um oitavo bloco concentrando todas as vagas para nível intermediário.  Diferente dos concursos anteriores, um único candidato poderá concorrer há diversas vagas, desde que estejam no mesmo bloco.

Embora a oferta de múltiplas vagas seja uma melhoria no formato dos concursos, a mudança na aplicação das provas frustrou a promessa feita pelo ministério do trabalho, sob o mando de Luiz Marinho, de que os próximos concursos públicos teriam um aumento na cota para pessoas negras e a inserção de cotas para pessoas trans.

Em junho de 2023, Marinho afirmou ao lado do presidente Lula que havia determinado a criação das novas cotas para 900 vagas de auditores, projetadas antes da unificação dos concursos promovidos pelo governo. Segundo o Ministério do Trabalho, o recuo na promessa acontece justamente pela mudança no formato, e que agora a alteração nas cotas ficará a cargo do Ministério da Gestão e Inovação.

Publicado na semana passada, o edital do ‘Enem dos concursos’ mantém a legislação atual para cotas. A ausência da alteração nas cotas prevista foi esclarecida pela ministra de Gestão e Inovação, Esther Dweck, durante o programa “Bom dia, Ministra”, veiculado nesta quarta-feira 17. “Estamos discutindo no Congresso um novo Projeto de Lei de cotas no serviço público. Precisamos ampliar sim, para outros grupos minorizados e que têm dificuldade de entrar no mercado de trabalho. Mas no atual concurso, estamos mantendo as cotas que estão previstas na legislação”, pontuou.

Em nota, o Ministério Público Federal recomendou a retificação do edital do Concurso Nacional Unificado, que à época ainda não havia aberto as inscrições. O texto recomendou a garantia de reserva de 2% das vagas totais destinadas às pessoas trans, mas sugestão não foi acatada.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo