Crianças para adoção “desfilam” em passarela de shopping no MT

Evento está na segunda edição e recebe o apoio da OAB-MT e de marcas de roupas para expor crianças a possíveis adotantes

Foto: Divulgação/OAB

Foto: Divulgação/OAB

Sociedade

Na passarela, a exposição não era de roupas ou produtos, mas sim de crianças para adoção. Em evento organizado pela Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara) e pela Comissão de Infância e Juventude da OAB do Mato Grosso, crianças e jovens de 4 a 17 anos desfilaram em shopping da capital matogrossense em campanha para incentivar adoção.

Uma declaração da representante da OAB Tatiane de Barros Ramalho ao site Olhar Direto afirmou que aquela seria “uma noite para os pretendentes”: “A população em geral poderá ter mais informações sobre adoção e as crianças em si terão um dia diferenciado em que elas irão se produzir, cabelo, roupa e maquiagem para o desfile”, disse a advogada. Segundo ela, dois adolescentes foram adotados após a primeira edição do evento.

De acordo com divulgação da OAB-MT, a gerente de marketing do Pantanal Shopping, local do desfile, disse que o empreendimento ‘se sente honrado em receber o projeto’. Além do apoio institucional, uma lista de marcas aparece como apoiadoras do evento: Digle Shopping Pantanal, Maçã Verde, Kalce e Veste, Muleca, Moda Menor, Shopping da Criança e Século Modas.

O evento, que já está na sua segunda edição, teve como objetivo promover a máxima do “o que os olhos veem, o coração sente”, mas foi alvo de severas críticas nas redes sociais. A ex-deputada federal pelo PCdoB, Manuela D’Ávila, foi uma das críticas. “Acho que essa é uma das notícias mais tristes que li”, disse.

A colunista e arquiteta Stephanie Ribeiro também comentou com desconfiança sobre a necessidade do evento.

Até o fechamento dessa reportagem, as entidades responsáveis pelo evento não se posicionaram sobre a repercussão.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

É repórter do site de CartaCapital.

Post Tags
Compartilhar postagem