Sociedade

Carnaval terá onda de calor e chuva; confira a previsão do tempo

Inmet prevê temporais no centro-norte e no sul do País

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê chuvas para o período de carnaval, deste sábado 10 até a terça-feira 13, em praticamente todo o País, mas com variações de intensidades em cada região.

Para o segundo dia de desfiles das escolas de samba do Grupo Especial de São Paulo, neste sábado, e os dois dias de desfiles na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro (domingo 11 e segunda-feira 12), o tempo deve ficar firme. Na terça-feira, a capital fluminense seguirá com céu claro, sem previsão de chuvas.

Em São Paulo, no domingo, o dia será ensolarado, com tempo abafado e temperaturas de até 34°C, a mais alta do feriado prolongado.

Outras localidades com tradição carnavalesca terão momentos chuvosos. Em Salvador, os foliões dos trios de axé terão de encarar a possibilidade de trovoadas, céu nublado e pancadas de chuvas, que poderão aliviar o calor com temperatura máxima de 33°C neste sábado.

No Recife e em Olinda (PE), a estimativa é de temperaturas elevadas. O pico será neste sábado: 31°C para esquentar o dia de quem for ao Galo da Madrugada. Para os demais dias, o Inmet aponta tempo nublado e com chuvas isoladas.

Em Belo Horizonte, Diamantina e Ouro Preto, alguns dos destinos mais animados de Minas Gerais, há possibilidade de chuvas isoladas e rápidas e céu nublado. Os foliões encararão o carnaval de rua com altas temperaturas. Na capital mineira, por exemplo, os termômetros baterão nos 32°C.

No centro do País, em Brasília e em Goiânia, a recomendação é sair com galochas e guarda-chuva. A previsão para a capital federal é de nuvens e pancadas de chuva com trovoadas de sábado até segunda. Na terça-feira, o sol deve sair, com tempo abafado para fechar o feriado do Momo.

Chuvas

De forma geral, o carnaval será quente no centro ao sul do País. Do centro ao norte, terá mais chuvas.

A meteorologista do Inmet Andréa Ramos considera esse padrão de chuvas normal para a estação.

“Estamos no verão. O calor e a umidade típica favorecem as chuvas. Fevereiro ainda é um mês chuvoso e a gente está na época mais chuvosa. Então, é normal termos essas condições de tempo, com essas chuvas constantes acontecendo no País.”

No Sul, calor, sensação de abafamento e temporais predominarão nos próximos dias, devido a uma massa de ar quente com gradual aumento de umidade.

Até o domingo 11, a onda de calor deve trazer máximas entre 35°C e 40°C, pelo menos, entre o norte do Rio Grande do Sul e parte de Santa Catarina e Paraná, áreas com predomínio de sol durante o dia.

No fim da segunda-feira e no decorrer da terça, uma frente fria se desloca pelo RS, ajudando a intensificar a instabilidade e diminuir as temperaturas na maior parte das áreas do Sul.

Calor, alta umidade do ar e ventos também devem provocar instabilidade e chuvas, especialmente no Centro-Norte, no sábado e no domingo.

A principal área fica concentrada entre Mato Grosso, Goiás, Pará, Tocantins, Maranhão, Piauí, além do oeste da Bahia, a serra do Espírito Santo e o norte do Rio de Janeiro. Na Região Norte, pontualmente, no Amazonas.

Na segunda e na terça-feira de carnaval, os mapas de chuva não terão muitas mudanças em relação ao fim de semana. Os volumes de chuvas, porém, devem ser maiores no interior e ficarão concentrados em áreas de Goiás e Mato Grosso. No Pará e em Rondônia, o Inmet alerta que os volumes podem superar 100 milímetros por dia.

Os acumulados de chuvas também serão expressivos nos dois últimos dias de Carnaval na faixa próxima ao litoral do Pará, no Amapá e até a parte norte do Maranhão, o litoral do Piauí e o do Ceará.

De acordo com Andréa Ramos, o fenômeno El Niño ainda tem influência forte no verão brasileiro, ao aquecer as águas do Oceano Atlântico.

“El Niño está, ainda, com uma intensidade forte. Em janeiro, ele proporcionou, mais uma vez, aquele mês mais crítico. Mas, quando for em fevereiro, a intensidade do El Niño deve diminuir. A partir de agora, ele começa a diminuir a tal ponto que deve finalizar no outono, em meados de maio, quando já entra numa fase neutra, quando não há influência do El Niño, nem do La Niña”, conclui a meteorologista.

As previsões do tempo e os avisos meteorológicos são divulgados diariamente no aplicativo e nas redes sociais do Inmet. Os interessados também podem buscar a previsão para uma cidade específica no portal do instituto.

(Com informações da Agência Brasil)

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo