Economia

Bolsa retira Braskem de índice de sustentabilidade em meio a crise em Maceió

A decisão valerá a partir da sexta-feira 8. A Braskem representava cerca de 1,2% da carteira

A sede da Braskem em Maceió. Foto: Reprodução/Edilson Omena
Apoie Siga-nos no

A B3 informou nesta terça-feira 5 que as ações da Braskem deixarão de integrar a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial a partir da sexta 8.

O motivo é a crise envolvendo o afundamento do solo na área de uma mina da Braskem em Maceió (AL). A situação levou a prefeitura a decretar estado de emergência e já deixou milhares de pessoas desabrigadas.

“A decisão não deve ser tomada como pré-julgamento das responsabilidades da companhia, mas decorre da aplicação do disposto na metodologia do ISE B3, que estabelece a exclusão de ativos que ‘durante a vigência da carteira se envolvam em incidentes que as tornem incompatíveis com os objetivos do ISE B3″, diz o comunicado da Bolsa de Valores.

O índice reúne em uma carteira ativos de empresas comprometidas com a sustentabilidade empresarial. A ideia é apoiar investidores na tomada de decisão e induzir empresas a adotarem práticas ESG. A Braskem representava cerca de 1,2% da carteira— que conta, ao todo, com 67 empresas.

Com o possível colapso da mina de extração de sal-gema, a empresa cancelou sua participação na conferência climática COP28, nos Emirados Árabes Unidos.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.