Ministério da Saúde confirma 1.546 casos de coronavírus e 25 mortes

São Paulo segue com maioria de casos e óbitos pelo novo vírus

Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta - Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta - Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Política,Saúde

O Ministério da Saúde confirmou, neste domingo 22, 1.546 casos de coronavírus no Brasil e 25 mortes. São 418 casos e 7 mortes a mais do que no dia anterior, quando a pasta registrou 1.128 pacientes e 18 óbitos.

São 22 mortes no estado de São Paulo e três no estado do Rio de Janeiro. A doença está presente em todos os estados do Brasil e no Distrito Federal.

Nesta semana, o Brasil completa 30 dias após a identificação do 1º caso de coronavírus. Segundo o Ministério da Saúde, após esta data, será possível verificar tendências e fazer mais projeções para o futuro.

Devido à evolução nos números da doença, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, defendeu o adiamento das eleições municipais de 2020.

A previsão de Mandetta é de que o índice de casos suba com velocidade até junho, estabeleça um “platô” em julho, aponte tendência de diminuição em agosto e apresente queda profunda somente em setembro. Segundo ele, o sistema de saúde deve entrar em colapso já no mês de abril.

Na contramão, o presidente Jair Bolsonaro vê “alarmismo” na cobertura da imprensa sobre a crise e critica o que chama de “providências absurdas”.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem