Bolsonaro diz que vacinados terão que assinar termo de responsabilidade

Presidente promete assinar Medida Provisória que libera 20 bilhões de reais para comprar vacinas contra Covid-19

Foto: EVARISTO SA/AFP

Foto: EVARISTO SA/AFP

Saúde

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que vai assinar nesta terça-feira 15 uma Medida Provisória (MP) para liberar  20 bilhões de reais para a compra de vacinas contra a Covid-19.

 

 

A declaração foi dada na segunda-feira 14 em frente ao Palácio da Alvorada. Aos apoiadores, o presidente reforçou que a imunização não é obrigatória.

“[A vacina] não é obrigatória. Vocês vão ter que assinar o termo de responsabilidade, se quiserem tomar. A Pfizer é bem clara no contrato: ´Não nos responsabilizamos por efeito colateral’. Tem gente que quer tomar, então toma. A responsabilidade é sua. Para quem está bem fisicamente, não tem que ter muita preocupação. A preocupação é o idoso, quem tem doença”, afirmou Bolsonaro.

O presidente também usou uma passagem bíblica para criticar a “fraqueza” da crise sanitária. “Tem uma passagem bíblica, Provérbios 24:10. ‘Se tu te mostrares fraco na hora da agonia, tua força é pequena’. Tem que encarar, pô! Tem que lutar”, disse.

Sem máscara de proteção, Bolsonaro cumprimentou e tirou fotos com apoiadores, em mais um dia no qual contrariou estudos científicos e recomendou tratamentos com remédios sem eficácia comprovada.

 

(Com informações da Agência Estado)

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem