Temer diz que 1º turno fortalece parceria entre PT e PMDB

Política

O vice-presidente Michel Temer avaliou nesta segunda-feira 8 que a parceria entre PT e PMDB saiu fortalecida do primeiro turno das eleições municipais. Segundo ele, a intenção é garantir coligação entre os dois partidos no segundo turno nos locais onde houver essa possibilidade. Temer se reuniu na manhã desta segunda com a presidenta Dilma Rousseff para fazer um balanço dos resultados das urnas.

“Fizemos uma análise geral das eleições e concluímos o que é óbvio: que os dois maiores partidos são PMDB e PT. Isso vai ser muito bom para 2014. E vamos tentar, onde há segundo turno, onde houver a possibilidade de coligação PMDB e PT, vamos tentar fazer isso”, disse Temer. Temer também comentou o crescimento do PSB, dizendo que é “louvável”, mas voltou a ressaltar o crescimento “extraordinário” no número de prefeituras do PT e do PMDB. “Dá mais de 1.800 prefeituras”, disse.

O balanço final do número de prefeituras conquistadas, entretanto, mostra que o PMDB perdeu espaço nos municípios. De acordo com levantamento publicado pelo portal G1, o PMDB, que tinha 1193 prefeituras, ganhou 1025, uma queda de 14%. O número ainda pode aumentar no segundo turno, mas certamente ficará bem abaixo do atual. O PT, por sua vez, teve um crescimento de 14%, passando de 550 para 628 prefeituras.

O PMDB continua como o maior partido nos municípios, seguido por PSDB (que caiu de 787 para 693), PT, PSD (494) e PP (que caiu de 549 para 465). O PSB agora é o sexto partido com mais prefeituras, após ter um crescimento de 42%, passando de 308 para 436 prefeituras.

Apoio em São Paulo

Questionado se é natural o apoio do PMDB ao candidato petista Fernando Haddad, no segundo turno da eleição para a prefeitura de São Paulo, Temer respondeu que irá se reunir na terça-feira com os diretórios estadual e municipal de São Paulo para ouvir o partido sobre o assunto. No primeiro turno, o PMDB disputou a prefeitura de São Paulo com candidato próprio, Gabriel Chalita, que terminou na quarta colocação, com 13% dos votos.

O PT é o segundo partido com maior número de candidatos disputando o segundo turno em capitais, com seis finalistas. Já o PMDB, disputa o segundo turno em três capitais.

Com informações da Agência Brasil

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem

Temer diz que 1º turno fortalece parceria entre PT e PMDB

Política

O vice-presidente Michel Temer avaliou nesta segunda-feira 8 que a parceria entre PT e PMDB saiu fortalecida do primeiro turno das eleições municipais. Segundo ele, a intenção é garantir coligação entre os dois partidos no segundo turno nos locais onde houver essa possibilidade. Temer se reuniu na manhã desta segunda com a presidenta Dilma Rousseff para fazer um balanço dos resultados das urnas.

“Fizemos uma análise geral das eleições e concluímos o que é óbvio: que os dois maiores partidos são PMDB e PT. Isso vai ser muito bom para 2014. E vamos tentar, onde há segundo turno, onde houver a possibilidade de coligação PMDB e PT, vamos tentar fazer isso”, disse Temer. Temer também comentou o crescimento do PSB, dizendo que é “louvável”, mas voltou a ressaltar o crescimento “extraordinário” no número de prefeituras do PT e do PMDB. “Dá mais de 1.800 prefeituras”, disse.

O balanço final do número de prefeituras conquistadas, entretanto, mostra que o PMDB perdeu espaço nos municípios. De acordo com levantamento publicado pelo portal G1, o PMDB, que tinha 1193 prefeituras, ganhou 1025, uma queda de 14%. O número ainda pode aumentar no segundo turno, mas certamente ficará bem abaixo do atual. O PT, por sua vez, teve um crescimento de 14%, passando de 550 para 628 prefeituras.

O PMDB continua como o maior partido nos municípios, seguido por PSDB (que caiu de 787 para 693), PT, PSD (494) e PP (que caiu de 549 para 465). O PSB agora é o sexto partido com mais prefeituras, após ter um crescimento de 42%, passando de 308 para 436 prefeituras.

Apoio em São Paulo

Questionado se é natural o apoio do PMDB ao candidato petista Fernando Haddad, no segundo turno da eleição para a prefeitura de São Paulo, Temer respondeu que irá se reunir na terça-feira com os diretórios estadual e municipal de São Paulo para ouvir o partido sobre o assunto. No primeiro turno, o PMDB disputou a prefeitura de São Paulo com candidato próprio, Gabriel Chalita, que terminou na quarta colocação, com 13% dos votos.

O PT é o segundo partido com maior número de candidatos disputando o segundo turno em capitais, com seis finalistas. Já o PMDB, disputa o segundo turno em três capitais.

Com informações da Agência Brasil

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem