Justiça

STF confirma decisão de Moraes que proibiu bloqueio de vias

O despacho foi publicado três dias depois de bolsonaristas promoverem atos de terrorismo em Brasília

O ministro Alexandre de Moraes, do STF e do TSE. Foto: Fellipe Sampaio/STF
Apoie Siga-nos no

O Supremo Tribunal Federal confirmou, nesta quinta-feira 12, a decisão do ministro Alexandre de Moraes a determinar que as autoridades impeçam qualquer tentativa de bloqueio de vias públicas ou rodovias.

O despacho foi publicado três dias depois de bolsonaristas promoverem atos de terrorismo em Brasília. Grupos de extrema-direita prometiam repetir ações golpistas na quarta 11, mas o plano fracassou.

Todos os ministros da Corte acompanharam o voto de Moraes nesta quinta.

A decisão também veta bloqueios que interrompam o acesso a prédios públicos, sob pena de aplicação de multa de 20 mil reais a pessoas físicas e 100 mil reais a pessoas jurídicas.

Moraes ainda decidiu que os agentes de órgãos de segurança pública deverão, sob pena de responsabilização pessoal, prender em flagrante pessoas que ocupem ou obstruam vias.

No despacho, o magistrado classificou os golpistas como uma “organização criminosa que atenta contra a democracia e o Estado de Direito”.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo