Ridicularizado por erro, Carlos Bolsonaro culpa ‘geração Paulo Freire’

Vereador e filho 02 do presidente disse no Twitter que estava literalmente se matando para tentar melhorar a comunicação do governo

Ridicularizado por erro, Carlos Bolsonaro culpa ‘geração Paulo Freire’

Política

A sintaxe confusa de Carlos Bolsonaro rompeu os limites do razoável. Nesta segunda-feira 29, em mais um capítulo da disputa novelesca entre filhos e militares, o vereador e filho 02 do presidente disse no Twitter que estava literalmente se matando para tentar melhorar a comunicação do governo, hoje chefiada pelo general Santos Cruz.

Centenas de usuários do Twitter ironizaram o vereador, lembrando que ele já estaria literalmente morto antes de escrever o tuíte.

Contrariado, Carlos reagiu e atribuiu a ironia a uma agitada ‘geração Paulo Freire’ que ‘não sabe interpretar um desperdício de energia muito grande’. “Estamos no caminho certo! Se essa massa de fracassados vai contra seguimos na linha oposta e demonstra que temos razão!”, completou.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem