Ricardo Salles se reunirá com instituto que nega aquecimento global

Agenda de ministro nos Estados Unidos inclui encontro com membros de entidade contrária ao Acordo de Paris, diz jornal

Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Política

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, deve se reunir com representantes de um grupo que faz oposição ao consenso entre cientistas sobre o aquecimento global. O encontro deve ocorrer em 19 de setembro, mas a pauta não foi divulgada. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo a publicação, a agenda do ministro inclui uma reunião com integrantes do Competitive Enterprise Institute (CEI) na sede da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos, em Washington.

O CEI se intitula como entidade que “questiona o alarmismo sobre o aquecimento global” e “opõe-se ao Acordo do Clima de Paris, protocolo de Kyoto” e a regulação para reduzir a emissão de gases do efeito estufa.

Em texto divulgado em 10 de julho, o instituto afirmou ter enviado uma petição à Nasa para que fosse removida, do website da agência espacial, uma publicação que diz que 97% dos cientistas concordam que humanos são responsáveis pelo aquecimento global.

Outra postagem da entidade, de 1 de junho, enumera cinco vantagens para que os Estados Unidos se afastem do Acordo de Paris, tratado aprovado por 195 países que tem como objetivo a redução de gases do efeito estufa.

Na segunda-feira 9, Salles afirmou que o governo de Jair Bolsonaro (PSL) não promoveu nenhuma ação de desmonte ambiental e exaltou a permanência do Brasil no acordo firmado na França. A declaração ocorreu em evento a empresários, em São Paulo.

“Essa imagem é absolutamente irrealista, os fatos não sustentam essas versões. Não houve nenhuma medida de desmonte ambiental. O Brasil segue fazendo todas as medidas de cuidado que antes fazia”, disse o ministro.

O encontro de Salles com os membros do CEI está agendado para dias antes da Climate Week, maior foro de discussões sobre o combate às mudanças climáticas. O evento será realizado em Nova York.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem