Política

‘Revitalizada, competente’: o balanço de Prates sobre sua gestão à frente da Petrobras

Executivo desejou votos de sucesso à nova presidenta Magda Chambriard e falou sobre seu apoio contínuo ao presidente Lula (PT)

O ex-presidente da Petrobras, Jean Paul Prates. Foto: Tomaz Silva/ABR
Apoie Siga-nos no

O ex-presidente da Petrobras, Jean-Paul Prates publicou, nesta quarta-feira 29, um balanço dos 15 meses em que esteve à frente da estatal, seguido de agradecimentos às equipes com as quais trabalhou, ao presidente Lula (PT) e também de felicitações à nova presidenta, Magda Chambriard.

“A Petrobrás voltou: revitalizada, competente, criativa e produtiva. Não apenas para tirar máximo proveito de seu tamanho e competência, mas também construiu dialogo direto e igualitário com as maiores empresas do mundo, os governos mais respeitados e as entidades mais eficazes, na busca de um mundo melhor para todos”, escreveu Prates em um texto publicado na plataforma Medium.

Ainda de acordo com o executivo, em sua gestão, a Petrobras cresceu 113% em valor (em dólar), bateu mais de 15 recordes operacionais e apresentou o melhor resultado da sua história de 70 anos (sem vender ativos estratégicos).

Prates enumerou entre os feitos o lançamento de editais inéditos de apoio à cultura, esporte e responsabilidade social, ‘reempregando pessoas por concurso e reabilitando, com responsabilidade, a engenharia nacional e seus tradicionais fornecedores’.

O ex-presidente acrescentou que deixou viabilizado um plano quinquenal de investimento de meio trilhão de reais, e encaminhou a descarbonização/transição energética da empresa. Também falou sobre a implementação de uma nova política de preços ‘abrasileirados’, ‘sem comprometer a lucratividade desejável da nossa estatal’, registrou.

E reforçou a manutenção do respeito à atratividade tanto no valor das ações quanto na distribuição de dividendos. “Investidores hoje reconhecem que pode haver vantagens em ser sócios do Estado Brasileiro, desde que haja gestores profissionais, assertivos e responsáveis no comando”, escreveu.

Em relação à área naval e fertilizantes, Prates afirmou: “fizemos o que era correto e responsável fazer: começar pelo mapeamento e tratamento do que já existe, antes de prometer o impossível” .

O ex-presidente destacou  que entregou ao governo federal o levantamento detalhado de toda a demanda naval/offshore da Petrobras e sugestões de medidas regulatórias, legais e fiscais para estimular o setor. nA´parea dos fertilizantes, afirmou que deu prioridade a viabilizar a preservação e (re)operação dos ativos já em portfolio. “As plantas arrendadas (BA e SE), a ANSA (PR) e a UFN-3 (MS) estão hoje com seus retornos integralmente solucionados”, afirmou.

O executivo finalizou o texto desejando votos de sucesso à nova presidente da estatal, e reafirmando seu apoio ao governo Lula. “Não só por acreditar na sua missão de melhorar o Brasil, como por querer continuar a construir uma esquerda moderna na política que, para mim, é uma atividade cidadã – e não uma profissão”, finalizou.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo