…

PT tira Lula como candidato do primeiro programa eleitoral

Política

O início da propaganda eleitoral sempre foi um momento determinante para as campanhas. Este ano, no entanto, os programas terão pouco mais de um mês de transmissão, e irão disputar relevância com a difusão da imagem dos candidatos na mídia digital. Os primeiros programas eleitorais de rádio e televisão dos candidatos à presidência da República foram ao ar na manhã e início da tarde deste sábado.

No programa de rádio veiculado pela manhã, Lula apareceu como candidato. A presença do ex-presidente, no entanto, não indica desrespeito à decisão da Justiça Eleitoral, que na noite de sexta-feira negou a candidatura de Lula e restringiu sua aparição nos programas. 

Os ministros definiram que as peças publicitárias finalizadas para o fim de semana podem ser transmitidas levando em conta que o partido não teria tempo para refazê-las. 

Ainda assim, os advogados eleitorais de Lula afirmaram, sobre a decisão do plenário do TSE, que ainda não está claro o que foi expressamente vetado na propaganda eleitoral. Na programa exibido em televisão, Lula não aparece como candidato, mas em manifestações e em um curto vídeo onde fala sobre a situação do Brasil, gravado antes de sua prisão em abril

O até agora vice de Lula e seu provável substituto na cabeça da chapa, Fernando Haddad, tomou o maior espaço do vídeo,  e jurou aos eleitores que irá lutar pela candidatura e o legado do ex-presidente. 

 Leia também: Primeiro a votar no TSE, Barroso nega candidatura de Lula

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem