PGR pede que Daniel Silveira volte para a prisão por violar tornozeleira eletrônica

A decisão cabe ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, que não tem prazo para se manifestar

O deputado federal Daniel Silveira. Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O deputado federal Daniel Silveira. Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Política

A Procuradoria Geral da República se manifestou a favor de que o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) réu no inquérito dos atos antidemocráticos, volte para a prisão por violar o uso da tornozeleira eletrônica. A manifestação da PGR foi feita na noite da sexta-feira 4.

 

 

A decisão cabe ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, que não tem prazo para se manifestar.

O deputado foi preso em fevereiro após publicar um vídeo que fazia apologia ao AI-5, instrumento de repressão da ditadura militar, e também pedir a destituição de ministros do STF. Desde março, no entanto, Silveira se encontra em regime domiciliar.

Além de usar a tornozeleira, o deputado fica proibido de receber visitas sem prévia autorização judicial; de ter contato com investigados nos inquéritos em tramitação no Supremo que apuram a organização de atos antidemocráticos e a divulgação de conteúdo falso, as chamadas “fake news”; de ter acesso a redes sociais diretamente ou por meio de sua assessoria; e conceder entrevistas sem prévia autorização judicial. Silveria teve celulares e um notebook apreendidos.

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem