Para Bolsonaro, brasileiros não confiam no sistema eleitoral do país

Presidente da República reforçou acusação de fraude nas eleições presidenciais de 2018

O presidente Jair Bolsonaro se estressou com pergunta de jornalista em Miami:

O presidente Jair Bolsonaro se estressou com pergunta de jornalista em Miami: "Não faça essa baixaria que a imprensa faz comigo". Foto: Alan Santos/PR

Política

O presidente Jair Bolsonaro voltou a levantar dúvidas sobre a lisura dos processos eleitorais brasileiros, durante coletiva de imprensa em Miami, nos Estados Unidos. Na segunda-feira 9, Bolsonaro havia dito que tem provas de que as eleições presidenciais de 2018 foram fraudadas e afirmou que, na verdade, sua vitória ocorreu no 1º turno.

Perguntado se apresentará documentos comprobatórios, o presidente respondeu, nesta terça-feira 10, que a desconfiança sobre o resultado das eleições é generalizada no país. “Eu quero que você me ache um brasileiro que confie no sistema eleitoral brasileiro”, disse ele, sem declarar se vai provar sua acusação.

Em seguida, Bolsonaro se irritou ao ser questionado se não confia no trabalho da Justiça Eleitoral. “Não é na Justiça, não deturpe as minhas palavras, tá ok? Não façam essa baixaria que a imprensa faz sempre comigo. Não é a Justiça”, rebateu.

Livre comércio

Bolsonaro chegou aos Estados Unidos no sábado 7 e se encontrou com o presidente americano Donald Trump. Segundo ele, houve uma conversa entre os dois para dar início a um acordo de livre comércio.

“Foi dado o primeiro passo, conversamos no sábado com o presidente Trump. Discutimos questões pontuais que não é interesse do americano, questão do etanol, carne de porco. Eu pedi para ele que deixássemos as questões pontuais e discutíssemos de forma mais ampla. Ele concordou e, então, nossas assessorias vão discutir um livre comércio mais amplo com os Estados Unidos”, relatou o presidente, na coletiva.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem