Pacheco diz esperar sabatina de André Mendonça para o STF ainda em outubro

Presidente do Senado classificou a realização da sabatina como um 'fato de estabilização'

Pacheco busca se descolar de Bolsonaro na presidência do Senado. (FOTO: Roque de Sá/Ag.Senado)

Pacheco busca se descolar de Bolsonaro na presidência do Senado. (FOTO: Roque de Sá/Ag.Senado)

Política

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou que espera a sabatina de André Mendonça, indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF), para o mês de outubro. A indicação está parada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) por resistência do presidente do colegiado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Em entrevista à rádio Gaúcha, na manhã desta sexta-feira, dia 1º o presidente do Senado admitiu o impasse para a indicação e disse que tanto ele quanto Alcolumbre estão cientes da prerrogativa constitucional do Senado de avaliar a indicação encaminhada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Pacheco classificou a realização da sabatina como um “fato de estabilização”.

“Se vai rejeitar ou se vai aprovar qualquer indicação, é importante que haja a apreciação de sabatina. Eu tenho ciência disso e nós vamos cumprir, resolver isso o quanto antes, quero crer ainda no mês de outubro.”

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem