Política

Os índices de aprovação ao governo Lula, segundo nova pesquisa Ipec

A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O levantamento foi conduzido entre 1º e 5 de dezembro

Foto: Ricardo Stuckert/PR
Apoie Siga-nos no

Uma pesquisa Ipec (antigo Ibope) divulgada nesta quinta-feira 7 aponta que 38% dos brasileiros classificam o governo do presidente Lula (PT) como bom ou ótimo, enquanto 30% o veem como regular e outros 30% o definem como ruim ou péssimo. 2% não souberam ou não responderam.

Na rodada anterior, publicada em 6 de setembro, 40% avaliavam o governo como bom ou ótimo, contra 32% que viam a gestão como regular e 25% que diziam ser ruim ou péssima. Em junho, a gestão era boa ou ótima para 37% e ruim ou péssima para 28%.

Na pesquisa desta quinta, 51% dizem aprovar a maneira de governar de Lula (eram 56% em setembro) e 43% afirmam desaprová-la (eram 39%). Além disso, 48% dizem confiar no presidente, enquanto 50% não confiam.

Outro recorte do levantamento mostra que para 32% dos brasileiros o governo tem boas ideias e tem conseguido colocá-las em prática. Por outro lado, 27% dizem que a gestão federal tem boas ideias, mas não consegue executá-las e 37% responderam que o governo não tem boas ideias.

A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O levantamento foi conduzido entre 1º e 5 de dezembro.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.