CartaExpressa

Nunes ‘abraçou bolsonarismo’ ao defender ato de Bolsonaro em São Paulo, diz Boulos

Nesta sexta-feira Nunes anunciou que deve comparecer ao evento que busca defender o ex-presidente

Boulos criticou o atual prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB) pelo PSOL. Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Apoie Siga-nos no

Pré-candidato à prefeitura de São Paulo, o deputado Guilherme Boulos (PSOL), criticou o atual prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB) por defender o ato do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em São Paulo, marcado para o dia 25.

“Defende a manifestação do dia 25, chamando-a de ‘ato da democracia’. Ou seja, abraçou o bolsonarismo e escancarou pra quem quiser ver. Infelizmente São Paulo está sendo submetida a essa situação lamentável”, disse.

Nesta sexta-feira Nunes anunciou que deve comparecer ao ato em defesa de Bolsonaro. A declaração foi concedida em coletiva de imprensa ao lado do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos), que também confirmou presença na manifestação.

“Devo comparecer. Eu tenho uma gratidão muito grande ao presidente Bolsonaro”, disse o pré-candidato à reeleição, que contará com o apoio do ex-capitão na disputa municipal.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo