Política

Musk ataca Alexandre de Moraes e insinua fechar escritórios do X no Brasil

Bilionário acusa o ministro do STF de violar a lei brasileira ao determinar o bloqueio de perfis acusado de disseminar fake news

Foto: Ludovic Marin/Pool/AFP
Apoie Siga-nos no

O empresário Elon Musk, dono da rede sociais X, antigo Twitter, e presidente-executivo da Tesla, atacou o ministro do Supremo Tribunal Federal brasileiro, Alexandre de Moraes, em publicações pela plataforma.

O bilionário ainda insinuou que poderia fechar os escritórios de representação da empresa no Brasil.

Musk questionou a Moraes o porquê de existir “tanta censura no Brasil”. A mensagem foi feita por meio de um comentário no perfil oficial do ministro, em uma publicação que parabenizava Ricardo Lewandowski pela nomeação ao Ministério da Justiça.

O comentário do empresário recebeu apoio de diversos bolsonaristas, entre eles o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL), filho do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Na mensagem, o deputado dizia estar preparando um pedido para uma audiência na Câmara para discutir o “Twitter Files Brasil [arquivos do Twitter Brasil, em tradução livre] e censura”, inclusive com um representante do X.

Moraes é o relator de diversos inquéritos e ações penais no STF relacionadas ao ex-presidente e seus aliados. Um dos mais sensíveis é o Inquérito das milícias digitais, que investiga disseminação de desinformação e ataques às urnas eletrônicas.

Ao longo da tramitação dos procedimentos, Moraes proferiu diversos despachos que suspenderam perfis nas redes sociais vinculados as fake news.

Na noite deste sábado 6, Musk voltou a publicar sobre a conduta do presidente do Tribunal Superior Eleitoral.

“Censura agressiva [que] parece violar a lei e a vontade do povo do Brasil”, disse o empresário, compartilhando uma sequência de publicações do jornalista norte-americano Michael Shellenberger com o título “Twitter Files Brasil”.

Nas publicações, Shellenberger afirma que “o Brasil está envolvido em um caso de ampla repressão da liberdade de expressão” liderada por Moraes.

Na sequência, Musk insinuou fechar o escritório do X no Brasil. O empresário, que se descreve como um “absolutista da liberdade de expressão”, além de apontar que está retirando todas as restrições de contas no X determinadas pelo Judiciário brasileiro.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo