Política

MP abre inquérito contra Ricardo Nunes por uso indevido de imagens de crianças

Procedimento investiga oito postagens nas redes sociais particulares do prefeito com crianças em situação de vulnerabilidade

Fotos: André Bueno / Flickr/ Rede Câmara/Câmara Municipal de São Paulo
Apoie Siga-nos no

A Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude, ligada ao Ministério Público de São Paulo, instaurou um inquérito contra o prefeito da capital, Ricardo Nunes (MDB) pela suspeita do uso indevido de imagens de crianças e adolescentes para publicidade de ações da gestão municipal nas redes sociais. O ex-secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Carlos Bezerra, também é alvo da apuração.

A abertura do inquérito contra Nunes atendeu a um pedido feito pela deputada federal Erika Hilton (PSOL). Ela questiona ao menos oito postagens feitas pelo emedebista. Nas publicações, Nunes divulgava imagens de crianças em situação de vulnerabilidade para promover a própria gestão. 

Para a parlamentar, “os gestores públicos indicados [Nunes e Bezerra] exploram de movo indevido a imagens de crianças e adolescentes para fins de promover ações da Prefeitura com contornos publicitário, ainda que não mercadológicos.” 

Segundo a portaria que inaugura o procedimento no Ministério Público, foi identificado que Nunes e o ex-secretário “se encontram interagindo com crianças em situação de vulnerabilidade social em variados contextos” e que são necessárias mais diligências para “reunião de elementos que fundamentem eventual propositura de ação civil pública.”

Após o recebimento do ofício da deputada para a abertura do inquérito, o MP concedeu a Nunes um prazo de 30 dias para esclarecer a participação de crianças em postagens nas redes sociais particulares do prefeito. 

O prefeito Ricardo Nunes se negou à responder aos ofícios do MP sobre o assunto. 

Já o ex-secretário Carlos Bezerra não apresentou nenhuma autorização dos responsáveis das crianças, mas alegou que houve “autorização tácita e implícita dos familiares” para a captação das imagens.

Nunes, vale lembrar, tem intensificado as ações publicitárias da sua gestão neste ano eleitoral. O emedebista busca reeleição e aparece, neste momento, tecnicamente empatado com Guilherme Boulos (PSOL) nas principais pesquisas.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Assine a edição semanal da revista ou contribua com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo