CartaExpressa

Moraes converte prisão de Valdemar Costa Neto em preventiva

Dirigente do PL responde por posse ilegal de arma de fogo e usurpação mineral

O presidente do PL, Valdemar Costa Neto. Foto: Reprodução/Twitter
Apoie Siga-nos no

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), converteu a prisão em flagrante de Valdemar Costa Neto em preventiva nesta sexta-feira 9.

Costa Neto responde por posse ilegal de arma de fogo e usurpação mineral. Advogados do dirigente do PL afirmaram vão solicitar a liberdade ao Supremo Tribunal Federal.

Ele foi preso em flagrante na quinta-feira 8, durante a Operação Tempus Veritatis (Hora da Verdade, em latim), que investiga a tentativa de golpe de Estado em 2022.

Na decisão que autorizou quatro prisões preventivas contra outros alvos, Moraes disse que Valdemar é tido pela PF como o “principal fiador” dos questionamentos sobre as urnas eletrônicas

Moraes deu 24 horas para a Procuradoria-Geral da República (PGR) manifestar-se sobre o pedido de liberdade provisória apresentado pela defesa e deferiu o pedido de vista dos autos pelos advogados.

(Com informações da Agência Brasil).

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.