Política

Ministro do Turismo atribui à justiça divina o cancelamento do Carnaval

A informação divulgada por Gilson Machado é falsa, pois o desfile que aparece na foto aconteceu em 2019

Ministro do Turismo atribui à justiça divina o cancelamento do Carnaval. Foto: Reprodução/Twitter.
Ministro do Turismo atribui à justiça divina o cancelamento do Carnaval. Foto: Reprodução/Twitter.

O ministro do Turismo, Gilson Machado, fez uma postagem neste sábado 13 atribuindo à justiça divida o cancelamento do carnaval de 2021, maior festa brasileira que movimenta mais de R$8 bilhões na economia.

Gilson, no entanto, utilizou uma informação falsa em sua postagem. Na foto compartilhada pelo ministro, aparece o desfile da Gaviões da Fiel de 2019, que ele coloca como 2020. 
Lembrando que o carnaval de 2021 foi cancelado devido à pandemia do novo coronavírus, que até o momento já matou 238 mil pessoas no Brasil.
“Dá pra entender quem manda? Ou tem que DESENHAR?”, questiona o ministro. 

O tema do desfile da Gaviões fds 2019 oi“A saliva do santo e o veneno da serpente”, que contou a história e lendas do tabaco, uma reedição de seu samba de 1994.
A comissão de frente mostrava Jesus sendo confrontado pelo Diabo.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!