CartaExpressa,Política

Ministra Tereza Cristina e Bruno Bianco, da AGU, estão com Covid-19

Ministra Tereza Cristina e Bruno Bianco, da AGU, estão com Covid-19

Eles não estiveram na comitiva presidencial na ONU, em Nova York, em que três integrantes também estão com a doença

FOTOS: ANTONIO ARAUJO/MAPA e FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

FOTOS: ANTONIO ARAUJO/MAPA e FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e o Advogado-Geral da União, Bruno Bianco, confirmaram o diagnóstico positivo para a Covid-19 nesta sexta-feira 24. Os dois não estiveram na comitiva presidencial na ONU, em Nova York, em que três integrantes também estão com a doença.

A ministra confirmou, via redes sociais, que recebeu o resultado positivo do exame. Na publicação, ela afirma estar bem e que cancelou os compromissos presenciais.

Já a confirmação de Bianco foi dada pela assessoria do AGU ao portal G1. De acordo com a nota, ele está sem sintomas e em isolamento.

Na quinta-feira 23, um dia antes da confirmação da doença, Bianco participou presencialmente da recondução de Augusto Aras à Procuradoria-Geral da União. Ele usou máscara, mas cumprimentou Aras ao fim do evento com um aperto de mão. Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil, foi quem sentou mais próximo ao AGU.

Bruno Bianco cumprimenta Augusto Aras com um aperto de mão nesta quinta-feira 23. Um dia depois, Bianco testou positivo para Covid-19.
Foto: Marcos Corrêa /PR

Mais cedo, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), deputado e filho do presidente, também confirmou estar com Covid-19. Diferente de Bianco e Cristina, o caso do parlamentar está relacionado ao do ministro da Saúde Marcelo Queiroga, já que eles estiveram juntos em Nova York na comitiva que acompanhou Jair Bolsonaro na ONU.

Eduardo e Queiroga disseram que estão bem e isolados. O presidente, que teve contato com os infectados, fará um exame no fim de semana.

Após a confirmação, a Anvisa recomendou aos integrantes da comitiva, incluindo Bolsonaro, que se mantenham em isolamento. O ex-capitão, no entanto, já teria quebrado o protocolo e aglomerado com apoiadores nos Estados Unidos, horas depois de saber do diagnóstico do ministro.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem